Os novos pobres de Lula

Os milhões de novos pobres, produto do desastre econômico dos governos petistas, só poderia levar a um aumento da procura pelo Bolsa Família       

Os dados de um estudo do Banco Mundial sobre o aumento do número de pobres no Brasil e do Ministério do Desenvolvimento Social sobre o número crescente de pessoas que estão voltando ao Bolsa Família, desde 2012, mostrados em reportagens do jornal O Globo, expõem mais uma vez, agora de forma dramática, os conhecidos limites das políticas populistas, como as executadas pelos governos de Lula da Silva e Dilma Rousseff. E demonstram o tamanho da mistificação e da demagogia da “transformação social” que eles teriam operado no Brasil com aquele programa.

Deverá aumentar entre 2,5 milhões e 3,6 milhões – de acordo com as previsões otimista e pessimista – o número de pobres em 2017, segundo o Banco Mundial. O total de pobres chegará a 19,8 milhões, dos quais 8,5 milhões em estado de extrema pobreza, num cenário otimista de crescimento econômico. No cenário pessimista, os números serão respectivamente 20,9 milhões e 9,4 milhões. Mesmo no melhor dos casos, a situação é ruim.

CLIQUE AQUI para ler mais.

15 comentários:

Anônimo disse...

O agricultor-escritor, Raduan Nassar alerta : "Vivemos tempos sombrios""Não há como ficar calado".
A íntegra do discurso de Raduan Nassar no Prêmio Camões. Raduam doou parte de sua propriedade para a Faculdade Pública para cursos Na área agrícola

Anônimo disse...

PROGRAMA DO GOLPE FRACASSOU, MAS FALTA A SAÍDA ANTES DE 2018

"A semana que se encerra foi pródiga em sinais de que o programa do golpe de 2016 fracassou, embora Temer e sua coalizão continuem governando", diz a colunista do 247 Tereza Cruvinel; "O que significa a ressurreição de Lula com 30% - depois de toda a perseguição judicial que vem sofrendo, depois da demonização do PT e apesar da ladainha diária da mídia e da oposição, culpando os governos petistas pelo descalabro econômico – senão o fracasso do golpe em seu objetivo mais estratégico, que não era derrubar Dilma mas, principalmente, evitar uma volta de Lula e mandar o PT para um longo degredo na oposição", questiona; para Tereza, o país pode sangrar até 2018, até que venha a resposta eleitoral que começa a tomar forma

Anônimo disse...

esses petistas vivem no mundo da lua igual o anônimo 10:08 o problema não é o golpe e sim 13 anos de desgoverno do PT. Militante é um sujeito muito retardado. blog 247!!!! já está com o caxola frita, lendo esse blog sujo ACORDA PARA VIDA DOENTE!

Anônimo disse...

99,9% desses aí da foto votariam novamente no luladrão e na escumalha do Pt e esquerdalha em geral! Que venha mais crise, pois a que está aí não lhes serviu de lição!

Anônimo disse...

Insistem os petralhas em copiar e colar trechos de blogs esquerdistas aqui.
Vao carpir um lote mal seus malacabados!

Anônimo disse...

Esta na hora do pmdb também assumir sua culpa.

Anônimo disse...

Kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkklklkk

Anônimo disse...

O pais vai sangrar muito e por muito tempo ainda .

Luiz Ignácio disse...

Anônimos covardes que comentam aqui, deixem de ser chifrudos e identifiquem-se, seus pulhas de merda.

Anônimo disse...

Anônim 10:08h, o senhor é incoerente, não tem como demonizar o próprio capeta, apesar dele ser mais puro do que uma criança.

Anônimo disse...

Deveriam também pedir indenização ao Estado pela incompetência dos governos PT e PSDB, com base na decisão do STF que autorizou indenizar aos patifes criminosos presos nas penitenciárias.

Nelson disse...

BOLSONARO 2018!

Anônimo disse...

Em 2017, teremos 8.500.000 de BRASILEIROS em situação de extrema pobreza , isto é, três URUGUAIS . Em 21 anos de SOCIALISMO , de FHC.LULA E DILMA , O QUE FIZERAM ALÉM DE PROGRAMAS POPULISTAS COMO O BOLSA-FAMILIA, PARA DIMINUIR ESSES INDICES MACABROS QUE NOS ENVERGONHAM ??? NADA.! TALVEZ, SE TIVESSEM ROUBADO MENOS ...

Anônimo disse...

Reinaldo Azevedo versus Joice Hasselmann: frenesi na direita. Por Paulo Nogueira:

18 Feb 2017 - DCM

É curioso ver Reinaldo Azevedo em brigas. Muda o adversário, mas o roteiro que ele segue é sempre o mesmo. Zero em originalidade.

Desta vez, o alvo foi a jornalista Joice Hasselmann, com quem ele conviveu algum tempo na falecida TV Veja.

Num vídeo, ela o acusou de ter mudado. Joice pareceu especialmente magoada com uma expressão que Azevedo usou para designar o pessoal que vestia camisa verde-amarela e ia para as ruas contra Dilma: direita xucra.

Joice feriu com um vídeo e com outro vídeo foi ferida. Azevedo foi o mesmo Azevedo de todas as polêmicas.

O que ele sempre faz:

1) diz que não acompanha o trabalho do oponente, num gesto de desprezo superior. “Um amigo me mandou e blablablá”.

2) se autolouva loucamente. Na resposta a Joyce, disse que é ouvido por “40 milhões” de pessoas na Jovem Pan.

Antes, fazia questão de dizer que inventara a palavra “petralha”, “dicionarizada”. Pelo menos até onde vi em seu vídeo dirigido a Joyce, ele não reivindicou a autoria de “petralha”, talvez porque a palavra caiu em desuso.

3) Desce às minúcias para se promover e rebaixar o outro. Joice disse que ele estava ao lado dela nas manifestações contra Dilma.

Ele corrigiu, irritado ao ponto de chamá-la de louca e maluca mais de uma vez: era ela que estava a seu lado.

Qual a diferença entre uma coisa e outra? Ele deixa claro que tem a precedência porque é o “Reinaldo Azevedo” e Joice uma desconhecida até ser chamada para a TV Veja.

A Veja deu a ela “visibilidade”. Verdade. Joice era conhecida apenas regionalmente, no seu Paraná de origem.

Mas um momento: não ocorreu o mesmo com ele próprio? Azevedo era um jornalista de segunda linha até que a Veja lhe deu notoriedade como blogueiro.

Enfim, são aqueles três os pontos centrais invariavelmente de Azevedo nas polêmicas.

De resto, era presumível mesmo que a direita, depois de atingido o objetivo comum de derrubar Dilma, se dividisse.

É nesse quadro que o conflito entre Joice e Azevedo deve ser entendido.

A direita está em frenesi diante do confronto. Rodrigo Constantino logo tratou de se manifestar. Tomou o partido de Joice.

Azevedo mudou mesmo, de acordo com Constantin0. Virou um “tucano”.

Num texto publicado no Facebook, Constantino informou até o número de visualizações de cada vídeo até o momento. Vitória de Joice: 80 mil acessos contra 20 mil.

Constantino notou ainda que Azevedo desativou comentários em seu vídeo.

Nem aí Azevedo surpreendeu: em seu blog ele deleta qualquer comentário que não seja favorável.

Conheço pouco de Azevedo, e quase nada de Joyce. Mas o que sei é o suficiente para dizer que, essencialmente, os dois se merecem. São ícones, os dois, da direita xucra.

Anônimo disse...

Quem confia em estelionatários fica como estes desempregados, portanto na próxima eleição ao menos escolham um candidato minimamente decente como não fizeram nos últimos 14 anos!