TJ ordena desocupação do Demhab, Porto Alegre

Invadida desde o dia 14 de julho, a sede do Demhab de Porto Alegre será finalmente desocupada. A invasão foi praticada por ativistas dos movimentos dos Trabalhadores Sem Teto (MTST), de Luta nos Bairros e  Favelas (MLB) e do Nacional da População de Rua (MNPR), que pedem melhorias em programas habitacionais  do município e uma nova política de reassentamento.

A prefeitura chegou a pedir liminar, inicialmente negada pela juíza do caso. 

Ontem saiu o julgamento do recurso apresentado ao Tribunal de Justiça. 

A reintegração estava condicionada à apresentação de um cronograma de reuniões com os movimentos.  A proposta das datas foi elaborada e entregue pela Prefeitura, o que possibilitou a expedição da ordem de  liberação que, conforme decisão da Justiça, deve ser executada sem o uso de força policial e acompanhada de uma cópia do cronograma.

Um comentário:

Anônimo disse...

ESSE PREFEITO É DESTITUIDO DE SABEDORIA....ERA SÓ A GUARDA MUNICIPAL FAZER UM CERCO AO DEPARTAMENTO E NÃO PERMITIR A ENTRADA DE NINGUÉM. COMO ENTRARIA ALIMENTOS? ACABARIA A INVASÃO.
ALGUÉM NESSE MISERÁVEL PAÍS DEVE ACABAR COM ESSA INVERSÃO DE VALORES...OCUPAÇÃO NÃO PERMITIDO É INVASÃO E ISSO É CRIME.