Clonheça as fraudes fiscais bilionárias da Caoa, a amiga do PT

O dono da Caoa está com os bens indisponíveis.


O dono da Caoa, que tem revenda também em Porto Alegre, está envolvido em mais uma operação desta vez da Fazenda Nacional, a Recall. Ele já dá explicações em três operações diferentes, no caso as operações Lava Jato, Acrônimo e Zelotes, estas da Polícia Federal.

A Recall foi desfechada a partir das revelações do Panama Papers. A Caoa teria 5 offshores no Panamá, mas para a Receita declarou a existência de apenas uma.

A Receita descobriou que só entre 2013 e 2014, o grupo Caoa enviou R$ 6,7 bilhões ao Panamá.

A Caoa pertence ao médico Crlos Alberto de Oliveira Andrade.

CLIQUE AQUI para ler reportagem completa da revista Época desta semana.

5 comentários:

Carlos Mota disse...

A Caoa está em três investigações???
Legal!
Já pode pedir música no Fantástico.

Anônimo disse...

Fatalmente a CAOA vai pelo mesmo caminho da SUD Motors , para o buraco !

Anônimo disse...

E a empresa que ele representa, ainda continua botando fé nas atitudes do CAOA?

Anônimo disse...

Melhor ir comprando peças sobressalentes...

Roberto disse...

O Carlos Alberto sabe redigir um contrato. A HYUNDAI até hoje se arrepende de ter, invertidamente, cedido a marca à este indivíduo. Um HB20 se compra em uma rede, um Hyundai se compra em outra rede. Algo meio parecido com a defunta SHARP brasileira, do gaúcho de Bagé, o Mathias Machline, que comprou os direitos de produzir produtos de segunda linha da SHARP japonesa no Brasil. NÃO deu certo e a SHARP certamente se arrependeu. Mathias morreu e a marca SHARP também, pois seus produtos feitos no Brasil não correspondiam ao que se esperava da marca SHARP japonesa.