IBGE diz que taxa de desemprego do RS ficou em 7,% no primeiro trimestre, a mais baixa do País

Considerando todos locais do Brasil, a taxa de desemprego ficou em 10,9% no primeiro trimestre, conforme pesquisa divulgada hoje pelo Ibge. Rio Grande do Sul foi o Estado de menor taxa, 7,5%. 

A maior taxa foi vista no Nordeste, ao passar de 9,6% para 12,8%. No Sudeste, o desempregou subiu de 8% para 11,4%, no Norte, de 8,7% para 10,5%, no Centro-Oeste, de 7,3% para 9,7%, e no Sul, de 5,1% para 7,3%.

Entre as 27 Unidades da Federação, 21 delas registraram alta no primeiro trimestre do ano. A Bahia registrou o maior índice de desemprego: 15,5%, a maior taxa da série, que começou em 2012.

Outros Estados também tiveram índices de desemprego recordes. Em São Paulo, por exemplo, o desemprego ficou em 12%, e no Amapá e no Rio Grande do Norte, chegou a 14,3%. Na contramão, as menores taxas foram registradas por Santa Catarina (6,0%), Rio Grande do Sul (7,5%) e Rondônia (7,5%).

3 comentários:

Anônimo disse...

Deve ser por que o Sartori emprega muita gente com tantos cabides de empregos e estatais aqui no Rio Grande do Sul, várias fundações como FDRH,FEE,METROPLAN,FOSPA,FGTAS,etc e CEEE,CORSAN,CORAG,SULGAS,EGR todas tem muitos empregos para distribuir aos gaúchos.

Anônimo disse...

estão vendo como aumentar impostos e distribuir para os funcionalismo reativa a economia?
se dermos mais aumento pro funcionalismo eles irão gastar mais e com isso irão contribuir para aumentar os empregos.
taca-lhe mais aumento de impostos Sartori neste povo e aumenta mais os funcionários da maquina publica.

Carol Brasil disse...

Achei seu artigo muito interesssante! Para driblar a crise eu encontrei um site com várias vagas de emprego bacanas: http://vagadeemprego.liste.com.br/