Artigo, Luís Milman - Dilma vive claro transtorno de negação

CLIQUE AQUI para ler, também, editorial do Jornal do Comércio, Porto Alegre, "O Brasil não pode aceitar o sistema de cleptocracia".

Dilma não admite renunciar porque está naquela estado que os especialistas em transtornos mentais chamam de negação. Sua percepção da realidade está alterada. Ela sequer reconhece ter parcela de responsabilidade pela brutal crise econômica, não vê que seu partido está imerso em escândalos de corrupção, que o processo de impeachment se desenvolve na mais estrita legalidade e que governa com ministérios sem titulares, sem que possa ao menos esboçar tentativas para nomear novos ministros. Também não vê que boa parte de seu partido está na cadeia, juntamente com os megaempreiteiros que  financiavam as campanhas petistas com dinheiro de propina. Além disso, padece de um isolamento político e pessoal absoluto, permanecendo apenas com sua própria ausência de discernimento para tomar decisões. Ela não passa de um farrapo político e insiste em permanecer na cadeira de presidente. Sua última decisão vai expor o país ao escárnio. 

Dilma vai hoje a Nova York para denunciar, na ONU, que é vítima de um golpe parlamentar, seguindo a orientação do que restou de seus assessores incompetentes, com o objetivo de sensibilizar a comunidade internacional para sua dramática situação de vítima de uma conspiração alegadamente plutocrática. Em seu estado de negação, ela desconhece que, de fato, seu governo acabou; e  como não irá renunciar, nos próximos dias será escorraçada da presidência por força de lei.

10 comentários:

Anônimo disse...

Então todo PeTralha sofre de negação. Não vi, não sei, e, é culpa do FCH, Brito e Yeda.

Anônimo disse...

Além da Dilma fora da Presidência, eu quero ver aquele safado também chamado Marco Aurelio Garcia TOP TOP, preso para sempre, já que no Brasil, não existe fuzilamento. Aquele gesto deste calhorda batendo uma mão na outra, porque o o avião da TAM se acidentou em 2007, jamais será esquecido. Quero ver ele andar na rua,

Anônimo disse...

Como todo PETRALHA carrega a "MANIA DE PERSEGUIÇÃO", talvez a Dilma queira aumentar o seu " FANTÁSTICO DRAMALHÃO AO MÁXIMO" imaginando que agindo assim possa deixar um legado a seus descendentes para que no futuro eles tenham uma "HISTÓRIA" a contar e possam também "SE FAZER DE VÌTIMAS COMO ELA". Se bobear, Dilma NÃO RENUNCIA e TORCE
para SOFRER O EMPEACHMENT, NÃO SAIR DO PALÁCIO e SÓ SAIR DE LÁ
AGARRADA, se possivel "ARRASTADA PELOS CABELOS". Ou haveria AINDA outras atitudes que permitissem elevar ao grau ao máximo, ao ápice o "VITIMISMO", a "MANIA DE PERSEGUIÇÃO"??????

Anônimo disse...

Essa doença se resolve com cadeia ou internação em manicômio judiciário. A sociedade inteira não pode sofrer pelos distúrbios mentais de um.

Unknown disse...

Acho que não é apenas transtornos mentais: existe a sensação desesperadora para o poste do chefe da ORCRIM de não ter conseguido cumprir à regra os ditames do plano que deveria levar o Brasil para uma república comuno-fascista bolivariana e isto não foi feito. A incompetente está nervosa do xixi do tio Fidel, do seu Criador e do partido golpista.

Anônimo disse...

Políbio- vai um diagnóstico feito por um personagem meu, o Che Quevara, da atual ocupante da cadeira presidencial.
"A INUSITADA CONSULTA
FlávioMPinto
Ao chegar no palácio sentiu o ambiente pesado como se algum despacho de macumba estivesse sendo preparado lá.
“ Isso é coisa pro Quevara” , depois de investigar em detalhes a vida da “presidenta”.
Diagnótico:
“ Apresenta traços graves de manias e perseguição do regime anterior, característica de uma paranóia ideológica, fazendo culpar seus antecessores por situação política.
É uma predadora nata do Erário e não assume seus erros. Dirige seu afeto a grupos marginais da sociedade fazendo proselitismo político.
Tem distúrbios de Folie á Deux com seu ex-companheiro. Apresenta graves distúrbios de psicopatia, sendo radical e insensível, pois vem sendo doutrinada desde a juventude.
Tem à sua disposição uma estrutura favorável legal para saciar seus delírios psicóticos com seguidas de fugas e amnésia psicogênica para saciar seus delírios.
É de difícil controle por sua baixa inteligência e pouca disciplina intelectual.
Apresenta forte tendência a praticar atos imprevisíveis que podem ser auto-lesivos.
Nos seus delírios, com conduta irascível, aconselha-se , ouvindo vozes de antigos líderes marxistas.
Não sabe que existe o lado de fora da Caverna de Platão, caracterizando-se como uma psicopata idealista, embora apresente, seguidamente, traços fortes de Catatonia Ruminante e Ecopraxia ideológica. Como Catatônica, seu desequilíbio mental remonta de não conseguir superar os problemas por ela causados no dia-a-dia. Remonta seu mundo ao arrepio das circunstâncias e fatos.
Adapta facilmente situações adversas á sua realidade virtual, tornando-se uma mentirosa contumaz.
Possui atitudes estereotipadas e estandardizadas percebendo-se que não é autêntica, integrando o grupo mais facilmente manobrado por outros grupos ou pessoas, bastando ativar palavras de ordem reconhecidas como Direita, capitalismo, McDonald’s, Estados Unidos, Shopping, Transgênico.
É extremamente agressiva, sempre prometendo vingança a quem a enfrenta e a vence.
Teve seu Ethos formatado na juventude que bloqueia atitudes contrárias a seu modo de pensar.
Repete á exaustão situações criadas no seu universo virtual para se defender de ataques.
Como Ecopráxica ideológica, é uma esquizofrênica com alucinações histéricas compulsivas. Apresenta hipervigilância sobre aqueles que se apresentam como ameaça potencial ao seu status, os quais repele com conceitos e frases estereotipadas e imutáveis, repetindo-as contumazmente.
- Conclusão- a paciente não consegue mais assumir seus atos nem responsabilidades e está completamente desequilibrada por causa de um série de neuroses. Tende a se fazer de vítima para conseguir o que quer e não se furta em mentir para driblar a situação. Tornou-se uma mentirosa compulsiva sem retorno. A solução está no seu reconhecimento de refutação e desmascaramento de suas ações, mas como é uma mentirosa contumaz, não dá para acreditar nela e aí o diagnóstico fica prejudicado.
O seu cérebro tem de ser reformatado com Olanzapina e Rivotril. Era isso.”
Entregou o papel ao chefe de gabinete e se mandou com a velha para Porto Alegre. Nem se despediu. O difícil foi segurar a velha, que queria dar uma surra com seu rebenque de rabo de tatu no João, por causa de seu retorno ao que era antes.

Anônimo disse...

A Dilma não renuncia porque ela é o crime, ela é responsável não só pela incompetência administrativa mas também pela roubalheira acontecida desde o primeiro governo do Lula, jamais vai admitir isso renunciando, seria como uma confissão pelos crimes, só espero que a justiça pegue essa desgraçada depois que cair!

Anônimo disse...

Milman, muito bom o seu artigo , concordo em parte com a sua analise sobre a negacao de Dilma , ao nao admitir os seus erros. Por outro lado, julgo que sua postura tem tudo a ver com a estrategia marxista-leninista . Quando em baixa , como no momento atual , utilizam-se da vitimizacao , seguida da acusacoes de conspiracoes e traicoes . As denuncias de golpe contra a democracia fazem parte do receituario . Nao ao golpe ! Um forte refrao com grande impacto junto a populacao . Ficam as perguntas , quem esta perpetrando o golpe ? Dilma disse que o golpe eh do Legislativo. Nao eh verdadeiro. O rito do impeachment foi tracado pelo STF, a nossa Corte Suprema, que tem cincoenta por cento de seus membros escolhidos por Lula e Dilma. Entao, meus amigos, esse golpe eh um golpe de vento , que a propria Dilma sugeriu que estocassemos !!!

Mordaz disse...

Dilma é como aquelas mulheres mal amadas que, quando vão a um casamento, em vez de festejar o noivos fica só falando mal do seu. A Reunião da ONU é para celebrar o Acordo de Paris e Dilma vai lá se queixar que seu povo não a ama. Os presente vão entender o porquê.

Rosália disse...

Dilma em NY
Não há noticia de que um dirigente tenha ocupado a tribuna da ONU para falar mal das instituições de seu próprio país. Que vergonha pra ela, que vergonha termos uma criatura como essa como presidente: sem classe, sem noção, sem competência política, administrativa, sem ética, envolvida (por enquanto) em acusações que ocasionaram o impeachment mais outras que eståo aparecendo cada dia. Óbvio que o discurso vai ser escrito por alguma eminência parda, tipo Marco Aurélio Garcia, que age por trás das cortinas. Mas na hora de responder às perguntas, ela vai fazer uso da fala espontânea. Besteirol regado a Rivotril. Será que vai ter alguém para dizer pra ela, como o rei Juan Carlos da Espanha disse para o idiota do Chaves: por que nåo te calas?