Passaportes chipados

Eles começaram com os cuidados para com os pets, nossos animais de estimação. Criaram chips para serem implantados nos peludos e assim, se fugissem, poderiam ser identificados com facilidade, passando um scanner sobre a pele. Há criadores que só comercializam seus filhotes com o chip ou exigem que os tutores os instalem em determinado prazo.  Agora, a porto-alegrense Ceitec quer chipar seres humanos. Não! Não vão implantar o equipamento sob nossa pele. Serão usados para dar mais garantia aos nossos documentos, no caso, os passaportes.

A Ceitec é uma empresa pública.  E além dos chips para os pets, produz para área de logística e varejo e também para rastreamento veicular. Os que serão usados nos passaportes estão em fase de certificação.

O presidente da Ceitec, Marcelo Lubaszewski afirma que, apesar da empresa ser pública, não está descartado o ingresso da iniciativa privada. A meta, segundo ele, é atingir a sustentabilidade financeira em 2019. A empresa ainda não consegue equilibrar as receitas com as despesas.

9 comentários:

Anônimo disse...

Entao ficamos assim: o servico publico cria a tecnologia, a iniciativa privada se apropria, a custo quase zero, e depois sai a maldizer o servico publico, com os bolsos cheios do vil metal. Quanta coerencia!

Anônimo disse...

Mais uma aberração que deveria ser privatizada!

Anônimo disse...

Então fecha a Stasi dos pampas. Chipem os VAGABUNDOS QUE A MARIA DO ROSÁRIO TANTO DEFENDE E NÃO OS CIDADÃOS.

Anônimo disse...

sobre as finanças, nada mais óbvio, PUBLICO nunca será rentável. Resta saber se os gaúchos estão dispostos a ver o dinheiro dos impostos GASTOS com essa babaquice.
Isso é assunto para a iniciativa privada.

Luiz Oliveira disse...

Começaram com os pets. Depois vão querer chipar o gado humano. A maldita nova ordem mundial quer controlar tudo e todos.

Luiz Oliveira disse...

Começaram chipando os pest. Depois vão querer chipar o gado humano. Esta é a nova ordem mundial, que quer controlar a tudo e todos.

Anônimo disse...

Políbio,

Pelo menos um noticia boa para Porto Alegre. Ainda respiramos.

JulioK

Anônimo disse...

Esta Ceitec está há anos recebendo dinheiro público sem produzir nada de significativo. Um verdadeiro cabide disfarçado por este papo de tecnologia. Agora falam em equilíbrio 2019 , entrada de capital privado. Papo furado. Os chineses fazem muito mais barato. Isto é resquício da reserva de mercado dos anos 80. Não resistem a uma reportagem investigativa que o jornalismo já não sabe mais fazer. Esperança no Ministério Público. Em algum momento vai aparecer o escândalo,

Anônimo disse...

Escravos futurísticos.
Nos tempos antigos, marcava-se o escravo no lombo, a ferro e fogo. Nos tempos atuais, o Grande Irmão , o dono de tudo e todos , nos coloca chips. E alguns, como de comentários acima, nem se dão conta,
tão acostumados estão, com a canga do ESTADO.
Arre, égua!