Americanos pensam investir US$ 3 bilhões para transformar carvão em adubos no RS

Mais uma vez os gaúchos são surpreendidos por poderosos grupos estrangeiros interessados em gaseificar o carvão para produzir fertilizantes.

Há 30 anos, no governo Amaral de Souza, os governos federal e estadual chegaram a criar a Companhia Riograndense de Nitrogenados para fazer o mesmo, mas não deu certo.

Desta vez a tentativa é da Transgás, com sede em Nova Iorque. Eles procurarão ainda hoje o governador José Ivo Sartori para apresentar seus planos. Se as coisas forem sérias, poderão sair investimentos de até US$ 3 bilhões.

O local escolhido é Candiota. Lá estão localizadas as maiores reservas a céu aberto de carvão. É sede das usinas termelétricas da CGTEE.

9 comentários:

Anônimo disse...

Já que o estado falido não faz os outros provavelmente farão. Se não perderem o investimento para outro estado é claro.

Anônimo disse...

Já que o estado falido não faz os outros fazem. É claro se também não perderem o investimento para outro estado. A propósito que fim levou a fábrica de caminhões chineses localizada em Guaíba. Ninguém fala mais nada.

Biriva do Cerro do Tigre disse...

Depois que a vanguarda do atraso saiu do governo poderão os americanos voltar a pisar no RS.

Anônimo disse...

Duvido que os responsáveis pelo licenciamento concederão as licenças.
Na melhor das hipóteses os americanos terão que esperar 10 anos para receber a resposta.

Anônimo disse...

Por que não deu certo no governo Amaral de Souza? Teria sido uma iniciativa previdente. Cada vez mais ficamos dependentes do capital estrangeiro.
Mas considero proveitoso esse investimento no RS.

Anônimo disse...

O tempo de implementação dos investimentos do peremptório governador de mão cheia, farso genro, era futuro do pretérito. Por isso, todos fizeram água: polo naval, fábrica de caminhões...

Anônimo disse...

A fábrica chinesa faz companhia ao prodigioso pré -sal!

Anônimo disse...

HUMMMM. - E A MONTADORA DE VEÍCULOS EM ROLANTE ???

NINGUÉM FALA NADA.

INVESTIMENTO DO MUNICÍPIO HOUVE, E AÍ ?

MP QUIETINHO.

Anônimo disse...


Certo, anonimo das 12:28! Ocorre que, fica fácil as empresas estrangeiras pagarem propinas lá fora para funcionários públicos autorizadores de empreendimentos.

HSBC foi só dos tubarões, os peixinhos se espalham pelo mundo bancário.