Venda de carros volta a cair e montadoras estudam demissões

O mês de fevereiro continua fraco em vendas de veículos, a exemplo do que ocorreu no mês passado. Até quarta-feira, foram vendidas apenas 108 mil unidades, incluindo caminhões e ônibus, o que representa queda de 12,4% em relação a janeiro e de 24,7% na comparação com fevereiro do ano passado.

No acumulado de janeiro até agora, as vendas caíram 20,6% em relação a igual período de 2014, para 361,8 mil unidades, segundo dados do mercado.

Diante desse cenário, as montadoras estudam novas medidas de corte na produção e até demissões. A General Motors alega ter cerca de 700 trabalhadores excedentes na fábrica de São José dos Campos (SP), segundo o sindicato dos metalúrgicos local, que teme que ocorram demissões.

7 comentários:

Anônimo disse...

Políbio,

Notei que os outrora PT_PAGOS estão "sumindo do mapa".

Por que será?? Perderam os CCs do Tarsinho??

JulioK

Anônimo disse...

Muitos ainda estão pagando parcelas da então farra do IPI, ou o governo petista achou que a massa trocaria de carro de ano em ano?

Anônimo disse...

baixar as margens nem pensar?

Anônimo disse...

O País derrete como gelo nas mãos!

Anônimo disse...

Ué, mas o Brasil não ia entrar na OPEP, e já estaríamos no primeiro mundo mesmo sem trabalhar, sem sermos competentes e sem ter um governo minimamente decente? Otários os que votam nesta corja e pior os que a defendem com seus cérebros genética e irremediavelmente comprometidos!

Anônimo disse...

E quem é louco de comprar carro financiado com estes juros nas alturas?

fred oliveira disse...

O pais esta' um verdadeiro caos. Sua economia , um desastre. Nossos indices, tanto economicos quanto os sociais so' pioram.