Trensurb elabora plano de ações para reduzir subsídio federal

O Conselho Fiscal da Trensurb, o trem meropolitano de Porto Alegre (metrô federal)  está exigindo de seus gestores um plano de ações para reduzir o subsidio do governo federal, que gira em torno de 80 milhões anuais. Estas ações devem ser apresentadas com especificação de prazos e impactos até o fim de fevereiro.

6 comentários:

Anônimo disse...

Sugestões de um arigó:
1-Reduzir o número de funções gratificadas;
2-Reduzir o valor das funções gratificadas;
3-Reduzir o número de chefias, gerências e superintendências, alterando o organograma da empresa que está inchado;
4-Reduzir concessão de incorporações;
5-Reduzir gastos com terceirização;
6-Eliminar gastos desnecessários, fazendo uma profunda auditoria externa nas licitações;
7-E mais importante de tudo: Implantar uma gestão competente, profissional e menos politizada.

Anônimo disse...

Será que os petralhas cortarão da própria carne acabando com o trenzinho da alegria??

Anônimo disse...

Será fogo de palha para mostrar serviço para o novo Ministro das Cidades no intuito dos petistas se perpetuarem nos cargos??

Anônimo disse...

Privatização já da Trensurb, isso aí é outro cabidão de empregos e funcionários ociosos que entram com ações trabalhista contra a própria empresa que trabalham, e ganham verdadeiras fortunas!

Luiz Vargas disse...

Em resumo: irão aliviar o dado do desgoverno federal e a conta virá para os contribuintes e usuários do TRENSURB.
Se acabarem com aCeCezada e$querdi$ta, para$ita e mamadora a economia será maior.

Anônimo disse...

Os petistas da Trensurb provavelmente vão aumentar a passagem e aí fica tudo resolvido.