PSDB quer devassa na empresa ligada ao filho do Ministro Mercadante

O PSDB pediu esclarecimentos ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCT) sobre o contrato de R$ 148,1 milhões com a Petra Energia S/A, que teve como vice-presidente Pedro Mercadante Oliva, filho do influente ministro Aloizio Mercadante (Casa Civil), que também comandou o MCT entre 2011 e 2012 . 

. As denúncias sobre o caso são recorrentes, mas o jornalista Claudio Humberto acrescenta, hoje, novos detalhes do escândalo. leia tudo:

Por meio de ofício, o partido de oposição solicitou cópia integral dos contratos que deram base jurídica aos repasses e também do processo licitatório para seleção da Petra.

• REPASSE
Como informou a coluna no último dia 13, o Finep empenhou a verba quando Mercadante comandou as pastas da Educação e Casa Civil.

• SEM FUNDO
Em 2011, a MPX de Eike Batista se associou à Petra na termoelétrica da Parnaíba, e obteve financiamento de R$ 400 milhões do BNDES.

• FORA DE COMBATE
A Petra declara que Pedro Mercadante foi um dos vice-presidentes até setembro de 2012, e não teve participação nos contratos com o Finep.

• PRESENTE DE NATAL
O requerimento de informação foi protocolado por Izalci Lucas (DF) no dia 23 de dezembro, a pedido do líder do PSDB, Antônio Imbassahy.

5 comentários:

Anônimo disse...

ESTÁ FALTANDO A DEVASSA NAS EMPRESAS DO FILHO DE LULA. ENQUANTO ISSO A RECEITA FEDERAL NÃO MOVE UMA PALHA PARA INVESTIGAR A RIQUEZA DOS DONOS DO PODER E DE SEUS FAMILIARES.

Anônimo disse...

Quanta implicância ! Vai ver, o ministro Mercadante nem sabia...

Anônimo disse...

Esse jornalista nem esconde mais que é um DERROTADO, voçê perdeu aceita.

Anônimo disse...

Cada enxadada uma minhoca.

Anônimo disse...

Polibio, você não é um derrotado,
você é um entre tantos brasileiros ROUBADOS pelos
petralhas, que tem um seguidor ou cúmplice no blog(16:37).