Dilma venceu contando o conto da carochinha

O artigo a seguir é da revista Istoé.
O Brasil de todas as vertentes políticas e ideológicas começa a cair na real depois da ilusão vendida na campanha eleitoral, e aceita pela maioria, de que tudo ia bem, de que nenhum sacrifício seria necessário, de que este era o país da inflação controlada, das contas arrumadas, que pune a corrupção e sem problemas para crescer. Ao desembarcar no Planalto, a presidente Dilma despiu a fantasia de candidata e tratou logo de autorizar o aumento dos juros, das tarifas – as primeiras revisões serão de combustíveis e energia – e corte dos gastos. Na propaganda para vencer a corrida presidencial, dizia que corte era ameaça da oposição. Que o time de Aécio vendia dificuldades para colher juros. Que Marina iria colocar os banqueiros para comandar a economia (quando hoje é ela, Dilma, quem sai à procura de um deles para dar conta dos problemas) e que a saúde financeira do Estado ia de vento em popa. Um festival de números negativos, anunciados logo após o fechamento das urnas, colocou por terra tais assertivas. E a eleita foi além no seu plano engenhoso de mascarar a realidade. Na base do “o que é bom a gente divulga, o que é ruim a gente esconde”, tratou não apenas de postergar medidas amargas, como também de engavetar estatísticas que deporiam contra a sua gestão.
CLIQUE AQUI para ler tudo. 

9 comentários:

Anônimo disse...

Só trouxas, vigaristas ou ignorantes assistidos por bolsas acreditam no PT!

Anônimo disse...

é muito fácil ganhar eleição nessepaiz...

com esse povaréu apatetado que acredita em qualquer coisa e gosta de um dinheirinho de bolsa-qualquer-coisa, até o mais facínora dos facínoras ganharia eleição nessepazi...

Anônimo disse...


E o Programa Mais Especialidades ????????

Este eu duvido que saia.
Povão vai ficar enfurecido !!!!!
kkkkkkkk

Anônimo disse...

Não anonimo das 16:47, tem muitos funcionários públicos, sindicalistas, AGRICULTORES e outros. TODOS TEM UMA COISA EM COMUM, RECEBEM OU receberam algum benesse para votar na Dilma!


Anônimo disse...

Eu acredito totalmente na governanta do meu brasilzão véio de guerra,nossa governanta entende tanto de economia como eu entendo deconserto relógio com luvas de box.

Anônimo disse...

Agora eu pergunto: Quem é que não sabia que a conversa dela era conversa de PINÓQUIO? Eu sabia e não votei nela.
Essa culpa eu não tenho.
Infelizmente a maioria votou nela.
Agora todos brasileiros tem que aguentar uma presidente PINÓQUIO.

Anônimo disse...

Po falar em isto é foi condenada hoje a indenizar o Fernando Pimentel por materias publicadas em 2010 acusandoo de participar do mensalão a epoca ele era coordenadar da campanha da Dilma a presidencia a multa 60 mil reais mas 12% ao ano de juros retroativo e multa de 5 mil ao dia se não fizer o deposito do valor apos ser calculado e publicar na revista a sentença e durante 21 dias manter a sentença no site .cabe recurso mas primeiro tem de cumprir a sentença daqui a uns anos sera a veja com a bala de prata que não passou de um estalinho.

Anônimo disse...

Quem realmente "tomou no T.C.U." fomos nós, brasileiros. Tem tudo para continuar igual, como antes, mas como somos um país de analfabetos funcionais...

virginia Leite disse...

Gostaria de saber se os "deslumbrados levianos" que votaram nela estão satisfeitos ou já se arrependeram?