Dilma não trabalhou em 25 dos 30 anos de contrato com a FEE, mas está apta a pedir aposentadoria com valor integral.

Em 1991, o secretário do Planejamento, Walter Nique, empossou Dilma na presidência da FEE. Ao seu lado, encoberto pelo microfone, o marido, Carlos Araújo, então deputado estadual e líder do governo Collares, o patrono da candidatura da mulher. Em 1993, Dilma foi para a secretaria de Minas e Energia. 



O que pouca gente sabe é que a presidente Dilma Roussef ainda é funcionária da Fundação de Economia e Estatística, a FEE, RS. Sua identidade funcional é 2963736, cargo técnico X-26, segundo apurou o editor.

. Ela estava em condições de pedir aposentadoria em 2010, quando disputou a presidência, mas achou mais prudente não fazer marola com o caso, porque a mídia iria investigar o caso e descobrir que ela não trabalhou ali em 25 dos 30 anos necessários para se aposentar com salário integral equivalente ao de presidente da FEE, cargo que ocupou no governo Collares.

. Foi por isto que pediu suspensão do contrato de trabalho no dia 29 de março de 2010.


. Vai pedir aposentadoria quando sair do governo e o caso não virar mais notícia. 

31 comentários:

jaco do morro belo disse...

Que beleza, e o povão ralando 35 anos de trabalho para se aposentar com um salário mínimo.
E a gerentona ainda tem a cara de pau de dizer em cadeia nacional que é contra os privilégios.

Anônimo disse...

Tem alguma coisa errada . Se ela não é concursada, como pode pedir suspensão do trabalho???

Afinal é concursada ou não???

Se for concursada, por lei só poderia pedir duas suspensões no máximo e com tempo de até 2 anos,isso é regra geral, precisa ver se a lei gaúcha é diferente!

Se não for concursada jamais poderia pedir suspensão, pois seria caso de exoneração.

Por outro lado, imagine na iniciativa privada, isso nunca aconteceria, Já que isso não existe , a única exceção, é a suspensão do trabalho,quando se discute acidente de trabalho e se o trabalhador ficará inválido ou não e se aposentará,enquanto isso recebe auxilio acidente e posteriormente aposentadoria provisória(pois precisa passar por pericias até cinco anos) caso em que o contrato é encerrado,pois não voltará mais a trabalhar justamente por ter se invalidado.

Fora isso, ....

Anônimo disse...

Cada enxadada uma minhoca.E so continuar cavando que muitas minhocas aparecerao, ou nao?

Anônimo disse...

Curiosidade de um eleitor: Dilma ingressou na FEE por concurso público? Em que governo?

Anônimo disse...

SR. CARLOS ARAUJO!

Nós gaúchos agradecemos ao Sr. por ter implantado em nossas entranhas UMA PARASITA!

UMA SANGUESSUGA VERMELHA, nojenta, que só sabe criar polemicas para se manter na midia e ganhar dinheiro as custas da população pobre desta Pátria Mãe!

O SR. É UM NOJENTO, Sr. CARLOS ARAUJO!

Justiniano disse...

Esses são os exemplos desta corja de parasitas, que nunca trabalham e vivem das benesses da sociedade. Isto deveria vira publico na campanha do Aécio, mostra para falar de ganhar sem trabalhar que nem o irmão dela na prefeitura de Belo Horizonte. Logo, logo mandaremos esse povo catar coquinhos.

Anônimo disse...

tem q passar isso pra campanha do Aécio

Anônimo disse...

tem q passar isso pra campanha do Aécio

Unknown disse...

Certamente em janeiro de 2015 ela entra com o requerimento

Anônimo disse...

Esses socialistas/comunistas não passam de vagabundos parasitas dentro do serviço público!

Anônimo disse...

Diz a lei da física,que dois corpos não podem ocupara o mesmo lugar ao mesmo tempo. Ora,assim ela não poderia ser ao mesmo tempo cargo no sul e cargo em brasilia. Assim,o contrato no sul é totalmente nulo. Não existe direito a suspender cargo daquele que não é concursado. E agora Dona Dilma,como a senhora explica isso. É PT=Perda Total,que coisa inexplicável.

Anônimo disse...

Acorda povo Gaúcho,olha que essa turma morde no Sul, morde em Minas,morde em Brasilia.Não tem escrúpulos.
Olha o site uai de hoje
http://www.em.com.br/app/noticia/especiais/eleicoes/2014/35,154,35,14/2014/10/18/interna_politica,580895/prefeitura-de-belo-horizonte-empregou-ex-marido-de-dilma.shtml

Anônimo disse...

Mas,não é só o fato de não ser concursada e da aposentadoria apenas...e os títulos de mestre e doutora em economia, que ganhou no RGS sem ter sequer passado pelas bancas, e apresentado os trabalhos pertinentes, e ainda pior a justificativa..."não tinha tempo de apresentar, trabalhava muito"...
O nosso Polibio Braga pode tirar a limpo com mais detalhes.

Anônimo disse...

É um direito que cabe a qualquer servidor público de cargo de provimento efetivo. Antes de falar bobagens, tenham conhecimento das Leis.

O afastamento para exercer cargo eletivo ou função gratificada em outro órgão público não implica em interrupção do tempo de exercício do servidor.

Agora, se a intenção é diminuir ou acabar com os direitos dos trabalhadores e servidores, entendo o motivo das críticas.

Guto De Bem disse...

Sou Funcionário Concursado da FEE. Quanto a matéria 2 pontos:
1- A FEE contrata seus trabalhadores pelo regime da CLT e não existe fundo complementar de aposentadoria. Logo, com limites do INSS.
2- Dilma é funcionária com contrato suspenso logo não recebe nenhum beneficio da instituição.

Anônimo disse...

Algum comentário sobre Ibsen Pinheiro que se aposentou como Procurador e nunca sequer trabalhou como Promotor no MP? E o Vieira da Cunha, outro que nunca trabalhou com Promotor do MP e foi promovido a Procurador? Será que vai pedir a aposentadoria ou trabalhar?

Anônimo disse...

Guto De Bem, a transparência também se aplica a FEE?

Se sim, favor colocar o endereço eletrônico para podermos confirmar o que estais dizendo.

Marcio Silva disse...

“Por ter sido educador de parte desse povo, por ter batalhado sempre pela justiça, por compactuar
com a honestidade, por primar pela verdade e por ver este povo já chamado varonil enveredar pelo
caminho da desonra.
Sinto vergonha de mim por ter feito parte de uma era que lutou pela democracia, pela liberdade de
ser e ter que entregar aos meus filhos, simples e abominavelmente, a derrota das virtudes pelos
vícios, a ausência da sensatez no julgamento da verdade, a negligência com a família, célula-mater
da sociedade, a demasiada preocupação com o “eu” feliz a qualquer custo, buscando a tal
“felicidade” em caminhos eivados de desrespeito para com o seu próximo. Tenho vergonha de mim pela passividade em ouvir, sem despejar meu verbo, a tantas desculpas
ditadas pelo orgulho e vaidade, a tanta falta de humildade para reconhecer um erro cometido, a
tantos “floreios” para justificar atos criminosos, a tanta relutância em esquecer a antiga posição de
sempre “contestar”, voltar atrás e mudar o futuro.
Tenho vergonha de mim pois faço parte de um povo que não reconheço, enveredando por caminhos
que não quero percorrer...
Tenho vergonha da minha impotência, da minha falta de garra, das minhas desilusões e do meu
cansaço.
Não tenho para onde ir, pois amo este meu chão, vibro ao ouvir meu Hino e jamais usei a minha
Bandeira para enxugar o meu suor ou enrolar meu corpo na pecaminosa manifestação de
nacionalidade.
Ao lado da vergonha de mim, tenho tanta pena de ti, povo brasileiro!
De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça,
de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude,
a rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”.
– Rui Barbosa – “ A Águia de Haia”

Anônimo disse...

Mais uma "teta estatal": como sempre, inesgotável!

Anônimo disse...

Concordo com o comentário do dia 18 de outubro as 9:49. Acredito que o senhor deveria fornecer mais detalhes.

Anônimo disse...

Pois é..e eu que trabalhei 30 anos bem pegados e agora pra me aposentar tenho que enfrentar o fator previdenciário. É uma vergonha essa mulher, fora!

Anônimo disse...

o que o sr Guto postou está dentro da legislação. Se não há nenhum benefício complementar de aposentadoria, a mesma se dará de acordo com as regras do INSS. Regime CLT. Está na lei.
Quanto a se afastar, funcionário DAS, ou seja admitido sem concurso e como o nome diz, DIREÇÃO e ASSESSORIA, é para cargos de direção/assessor. Se era cargo de técnico, não pode ria ser DAS.
É no mínimo estranho e muito contraditório.
Tem que ser esclarecido.

Anônimo disse...

parece que ela entrou pela porta dois fundos no funcionalismo...golbery foi mestre... 1975, 1976,1977...se ela tão inimiga dos militares como conseguiu esta boca...e pq o outro general dedurou como infiltrada/colaboradora? como ela conclui rapidamente economia na ufrgs se estava pendurada pelo decretolei 477?

Anônimo disse...

Deve ter sido no dia que ela encontrou o Carlos com outra num restaurante do Menino Deus e caiu
êle de tapas e bolsadas.
Não foi?kkkkkkkkk

Anônimo disse...

Presidente se aposenta após quatro anos de mandato.

Anônimo disse...

Marcio Silva como Rui Barbosa tinha razão, até parece que as palavras sairam hoje do papel.

Anônimo disse...

Não falem porcaria, ela agiu dentro da Lei. Pediu afastamento e desempenhou outra função na adm publica ou em cargo eletivo. Antes de falarem algo, estudem! A ignorância eh o mal do seculo!

Anônimo disse...

Márcio você escreveu tudo o que penso. Rui Barbosa era um sábio.

Anônimo disse...

nunca foi concursada............sempre foi cabide político.

Anônimo disse...

Cabide

Unknown disse...

Só quem precisa trabalhar 35 anos e receber uma aposentadoria de m... é pobre... qq outro, inclusive vagabundos, guerrilheiros, etc, nem trabalham mas... regalias mil. EITCHA BRASIL! TERRA DE NINGUEM!!1