Prefeito Marco Alba limpa cadastro de Gravataí na STN. A cidade é a sede da GM.

A Prefeitura de Gravataí recebeu nesta terça-feira comunicados da Secretaria do Tesouro Nacional que confirmaram a regularização de três operações de parcelamento de dívidas que se encontravam classificadas com Restrição naquele órgão.

. O que disse ao editor o prefeito Marco Alba, PMDB (foto ao lado):

- Isso impedia que o Município de Gravataí contratasse operações de crédito e financiamentos para investimentos.

- Essas renegociações de dívidas não honradas nunca, que datavam de 2006, 2009 e 2010, todas ocorridas durante os sucessivos governos do PT. Elas  foram firmadas com a CORSAN (2 operações) e RGE, para parcelamento de dívidas oriundas de fornecimento de água e energia. Resta, ainda, pendente uma operação de parcelamento junto ao Banrisul, judicializada (foi pedida antecipação de tutela junto ao STF), que também não foi honrada.

Herança maldita deixada pelos prefeitos do PT, o último dos
quais foi cassado pela Câmara

- Gravataí, apesar de ser a 4ª maior economia do Estado em arrecadação de ICMS, tem serviços públicos precários. Em 1997, o orçamento do Município era de R$ 37 milhões. Hoje, é de R$ 650 milhões, e nenhuma obra pública de relevância foi feita. Nesse período, o Município se endividou. Hoje, a dívida total é de R$ 532 milhões. São R$ 362 milhões já consolidados (pactuados e que estão sendo pagos) e mais R$ 170 milhões em fase de judicialização.

CLIQUE AQUI para entender melhor a herança maldita deixada pelo PT. O material contém tabelas explicativas. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Os petralhas por onde passam destroem tudo, e aí, é eleito alguém competente e perde no mínimo dois anos para deixar a situação governável novamente como no caso de Gravataí! E tem idiota útil que ainda vota em PeTralha corruPTo, incomPeTente e PilanTra!

Anônimo disse...

Prefeito almofadinha como o fortunatti.MR8 neles