Pressões "irresistíveis" podem "convencer" o PROS a apoiar a candidatura de Tarso Genro

O PROS  mandou enviado à direção nacional do Partido, Brasília, para que retire as indicações que fez para o comando no RS. A idéia é de que saiam os que tiverem apenas folha corrida e não currículo comprovado.

. Até o momento a seção gaúcha não se dobrou às pressões para que apoie a reeleição do governador Tarso Genro, mas acha que elas podem se tornar "irresistíveis" para o comando nacional.


. Nesta terça-feira, o ex-presidenciável Ciro Gomes, PROS do Ceará, voltou a denunciar casos de corrupção dentro do Partido. 

2 comentários:

Anônimo disse...

Qual o valor deste convencimento? Perguntem ao Sgarbi ou ao Daniel, eles sabem de tudo!

Anônimo disse...

O PROS é formado pela esquerdália pura, tem mais é que apoiar o Atraso Genro! O joio deve ser o mais separado do trigo e na atual circunstância, está difícil até de identificar o que é trigo, existe muito partido se fazendo de oposição mas na realidade não é. Tem muito joio pra pouco trigo!