Mercado prevê PIB de 1,65% para este ano no Brasil

Boletim Focus desta segunda-feira (projeções para 2014), sendo que os números entre parênteses referem-se à semana passada:

IPCA 12 meses - 6,50% (6,51%)

-  Entre os analistas Top 5, os que mais acertam as previsões, nada mudou. As medianas de médio prazo das projeções para o IPCA seguiram em 6,59% em 2014 e em 6% em 2015. Para a Selic, as apostas foram mantidas em 11,88% neste ano e em 13% no fim do próximo ano.

Selic - 11,25% no final do ano
PIB - 1,65% (1,63%)
Produção industrial - 1,40$ (1,40%)
Déficit em conta corrente - US$ 77,1 bi (US$ 77,01 bi)

- Na semana passada, o BC mostrou que o déficit em conta corrente, principal indicador da vulnerabilidade externa do país,  janeiro a março, ficou em US$ 25,186 bilhões, pouco maior do que em igual período de 2013, de US$ 24,704 bilhões, embora tenha sido o maior déficit trimestral desde 1970.

Saldo da balança comercial - superavit de US$ 3,02 bi
Investimento direto estrangeiro - US$ 60 bi
Cotação do dólar - R$ 2,45 ao final do ano

- Na semana passada, o debate sobre a inflação voltou a ganhar destaque depois que o Focus mostrou previsões acima de 6,50% para o IPCA. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, foi a público reafirmar que o IPCA vai encerrar o ano dentro do teto da meta estabelecida, passado o choque do preço dos alimentos.

2 comentários:

Anônimo disse...

É o Brasil descendo a ladeira.

elias disse...

Eu tenho certeza que vai ser uns 5%. É só remanejar os indices, como tão bem faz o pt e sua quadrilha, há anos!!! E a midia? Quietinha, quietinha.