Dossiê falso, o método de sempre que usa o PT para fritar amigos e inimigos

O gaúcho Mauro Hauschild e até Rosemary, a amante de Lula, foram denunciados por Gabas como autores do dossiê falso contra ele. 



A reportagem é de Veja desta semana. É um novo caso escabrosíssimo. Desta vez, o atingido é um alto quadro do PT, cotado até há pouco para o lugar finalmente ocupado por Aloísio Mercadante. Ele foi vítima da usina de dossiês falsos, que segundo Tuma Júnior no seu livro "Assassinato de Reputações", foi montado por Lula e Tarso Genro (leia nota a seguir). Neste caso, Carlos Gabas, secretário executivo do ministério da Previdência, foi atrás, descobriu o autor do dossiê e botou a boca. É possível que cale a partir de agora, porque ao se queixar para Lula ele foi convidado a integrar o comitê de campanha de Dilma.O pior de tudo é que ninguém consegue botar um fim a essa infamante organização criminosa que se instalou nos governos e possui ramificações em setores de decisão da sociedade brasileira, inclusive em centros públicos e privados de decisão.  Leia tudo:

O secretário executivo do Ministério da Previdência, Carlos Gabas, é um técnico respeitado no governo. Servidor de carreira do INSS há 28 anos, ele conhece como poucos os meandros do sistema previdenciário. Seu currículo acadêmico reúne algumas das mais importantes instituições do Brasil e do exterior. Gabas também é um quadro orgânico do PT. Ligado a Lula e a outros petistas históricos, ele já foi ministro da Previdência e hoje ostenta o prestígio de ser um dos auxiliares mais próximos da presidente Dilma Rousseff. A forma discreta de transitar nos assuntos do poder fez com que ele se tornasse no fim do ano passado um forte candidato a assumir a chefia da Casa Civil da Presidência, um dos cargos mais importantes e cobiçados da Esplanada. A possível ascensão, no entanto, chamou a atenção de desafetos, e Gabas passou a sentir na pele uma das mais constrangedoras situações que uma figura pública pode enfrentar: uma saraivada de acusações sobre sua vida pessoal e profissional difundida através de dossiês anônimos que chegam pelos Correios e se espalham pela internet.

Materializado em uma carta anônima de quatro páginas, o dossiê foi enviado ao Palácio do Planalto, ao Ministério da Previdência e a uma série de órgãos estratégicos do governo. Gabas só ficou sabendo do papelório, postado por um remetente fictício de São Paulo, quando o documento parou sobre a mesa do ministro Garibaldi Alves, em 19 de dezembro de 2013. A partir desse dia, o secretário passou a reunir documentos sobre sua movimentação financeira e a de seus familiares, declarações de imposto de renda, extratos bancários e até escrituras de imóveis para desqualificar as acusações. Quando terminou, juntou o calhamaço de documentos e entregou ao ministro Garibaldi com uma carta na qual rebatia treze acusações. Ciente de que o ataque tinha como objetivo abalar sua credibilidade junto a Dilma, o secretário foi ao Planalto e repetiu as explicações ao chefe de gabinete da presidente, Giles Azevedo. "Fui vítima de uma sórdida e criminosa campanha de difamação. E o diabo é que há coisas que não tem nem como responder. É tudo tão absurdo", disse o secretário.

Depois de prestar esclarecimentos aos superiores, Carlos Gabas decidiu tentar descobrir a origem do dossiê. Consultou amigos dentro do governo, companheiros de PT. E acha que descobriu. Um ministro próximo contou-lhe que quem estava distribuindo o material apócrifo em Brasília era o ex-presidente do INSS Mauro Hauschild.

CLIQUE AQUI para ler toda a reportagem. 

15 comentários:

Anônimo disse...

É assim que começa, os ratos a devorar-se uns aos outros...

Anônimo disse...

COMO PROFESSOR DE HISTÓRIA, TENHO A DIZER QUE ESSES DOSSIÊS FALSOS DOS PETISTAS CONTRA ADVERSÁRIOS, FOI EXPEDIENTE USADÍSSIMO PELOS IMPLACÁVEIS HITLERISTAS NOS ANOS 1930, NA ALEMANHA.

Anônimo disse...

Marco Aurélio sobre cartel: ‘vou dar os nomes’

Ministro do STF deve derrubar esta semana o sigilo do inquérito sobre o suposto esquema de fraudes em licitações de trens e metrô de São Paulo envolvendo tucanos; "O sigilo eu vou preservar no que a lei impõe, agora, no mais, não. Vamos abrir inclusive os nomes dos envolvidos", declarou Marco Aurélio Mello; acesso foi pedido pela comissão de sindicância do MPF, que investiga atuação do procurador Rodrigo de Grandis, responsável pelo caso; sobre o desmembramento do processo, já decidido, o relator do caso Siemens comentou: "para mim é algo claro, devemos evitar o que houve na AP 470"

As informações do inquérito sobre o esquema de fraude e pagamento de propina que envolve políticos do PSDB em São Paulo, conhecido como caso Siemens, podem ser tornadas públicas. A decisão do ministro do STF Marco Aurélio Mello sobre o assunto pode sair ainda semana.

Segundo ele, que é relator do processo, mantido sob segredo de Justiça, apenas informações que ferem a privacidade dos envolvidos devem ser mantidas em segredo. São citados na denúncia do caso o deputado federal Arnaldo Jardim (PPS-SP) e três secretários do governador Geraldo Alckmin (PSDB): Edson Aparecido (Casa Civil), José Aníbal (Energia) e Rodrigo Garcia (Desenvolvimento Econômico e Social).

Marco Aurélio reafirmou que irá desmembrar a ação, como já havia decidido. Desta forma, apenas políticos com direito ao foro especial serão julgados pelo Supremo, e o restante pela Justiça Federal de São Paulo.

Segundo ele, a medida tem como objetivo "evitar o que houve na AP 470", o chamado 'mensalão', processo que, por decisão do plenário do mesmo STF, de 2002, não foi desmembrado, apesar de apenas três (de 38) réus terem direito ao foro especial (leia mais).

PS: "evitar o que houve na AP 470"," --- kkkkkkkkkkkkkk --- Hilário! Então a "justiça" para a canalha tucanodemo tem que ser diferente dos petistas? -- kkkkkkkkkkkkk ---Onde estão os vigaristas da Globo, Folha, Estadão e Veja para colocar a faca no pescoço do ministro Marco Aurélio e cobrar igualdade judicial?

Surfista Prateado disse...

Petista bom? Se fosse alguém que vale mais do que cocô de passarinho, teria saído do PT quando do mensalão. Como está lá até hoje...

Mordaz disse...

Só existe um caminho para pessoas honestas e democráticas. Sair do PT. Quem ainda está, como ele, é conivente com estes crimes. Vá se queixar para o Bispo. O PT é assim desde a sua fundação.

Anônimo disse...

O PT, seus integrantes e apoiadores não são democratas, não acreditam na democracia, esse é o fato.
O resto é conversa mole.

Anônimo disse...



os petralhas chegaram ao poder, com acusações pesadas, mentiras, dossiês, qdo estavam praticando os mais diversos tipos de crimes em todo o País, com apoio de outros países da linha socialista-comunistas, via cuba - Fidel, Tchê Guevara e outros terroristas internacionais.
Quem conhece a História daquela época, q participou no combate a estes bandidos, sabem muito bem o que realmente a verdade.

Anônimo disse...

Tudo bem, mas dizer que é só o PT que faz isso é piada. O Aécio e o Serra faziam isso um contra o outro também, só para ficar nos presidenciáveis. E o dossiê falso da Folha de SP contra a Dilma. Ou seja, não há honesto nessa parada onde até a imprensa faz jogo sujo. Todos têm interesses(os seus)para defender. Não há cordeirinho na história política do país, seja governo, oposição ou imprensa.

Anônimo disse...

Por método, as esquerdas se recusam a usar de métodos honestos, decentes e democráticos. Para ser esquerdista há a necessidade de ser revoltado contra a vida, assim eles se reúnem por afinidade psicopatológica e consideram inimigos todos aqueles que os ignoram ou fazem o que eles não querem.

Anônimo disse...

MORDAZ COM TODO RESPEITO, VC TÁ DE BRINCADEIRA, HONESTO E DEMOCRÁTICOS SAIR DO PT, COMO SE LÁ TIVESSE ESTAS PESSOAS, O PT É O NINHO DA SERPENTE SÓ CHOCA COBRAS, QUANDO NÃO TEM NINGUÉM POR PERTO O MAIOR PICA O MENOR DENTRO DO NINHO.
NOS DIAS DE HOJE COM ESSA POLITICA, QUALQUER CIDADÃO COMPROMETIDO COM A FAMÍLIA E PÁTRIA NÃO SE ENVOLVE COM PARTIDOS POLÍTICOS.



EDUARDO MENEZES

Vinci disse...

Ética petista é assim: nós somos podres, roubamos o erário, assassinamos reputações, fazemos tudo e mais um pouco para permanecer no poder; mas, senhores, escanadalizem-se, o Zézinho é igual!

Não é assim, anônimo das 17:33? Você e seus pares são ridículos.

Anônimo disse...

Anônimo das 17,29. Sempre escrevo aki no blog, essa tática sempre foi utilizada pelos comunistas mas na Alemanha, os nazistas utilizaram dessa mesma tática de forjar dossiês contra os adversários políticos. O que Tuma Junior escreve no seu livro é estarrecedor. Se o delegado tá mentindo, é só processá-lo na justiça. Elles estão quietos, nada falam e inclusive estão ameaçando os donos de livrarias e distribuidoras.

Anônimo disse...

As cascavéis estão experimentando o próprio veneno.

Anônimo disse...

Ok. anonimo das 11:27 e pq Tuma Jr não processou a União pois, pois, segundo ele mesmo, fizerem uma trama contra ele quando era Secretário no Ministério da Justiça e que ele foi absolvido administrativamente e as gravações dele com o Chinez foram ilegais? ganharia uma bolada e muita gente seria presa. No entanto ele não processou ninguém.

Cap Caverna disse...

Esse anonimo das 17:33 hs, é meio fora da casinha. O assunto tratado é um e ele vem com devaneios e fala de outro assunto, totalmente fora do que está na reportagem.Não tenta justificar a roubalheira que voces estão fazendo, com a roubalheira de outros. Um erro não justica outro.Mas isso petista não tem alcance para ver. Cara, todos sabemos que existem salafrários em outros partidos, mas voces PeTralhistas, fizeram discursos e mais discursos, pregando moralidade, correção, e competencia, e é aí que está a critica. Ou não entendes? Nunca votei em voces e nunca votarei, porque conheço bem o modus operantis dos comunistas. Voces não são um partido político, e sim uma agremiação de ladrões!