Artigo, Claudia Safatle, Valor - Perda de credibilidade é mais grave que não cumprir meta

Ao analisar as manobras contábeis do governo Dilma para fechar as contas do ano passado com superavit, a jornalista Claudia Safatle deixa claro que essas espertezas não enganam ninguém e conduzem á perda de credibilidade. Leia:

O ano começa com problemas semelhantes aos do início de 2013: descrença em relação à legitimidade dos resultados fiscais anunciados pelo governo, pressão inflacionária e baixo crescimento.

O único compromisso que o Banco Central (BC) assumiu no ano passado foi descumprido: entregar uma taxa de inflação, medida pela variação do Índice de Preços ao Consumidor Amplo, menor que os 5,84% de 2012. O IPCA de dezembro foi inesperado e alto - 0,92% - e 2013 terminou com inflação de 5,91%, maior que a do ano anterior.

O ministro da Fazenda, Guido Mantega, também se impôs uma única meta: produzir um superávit primário do governo central de R$ 73 bilhões

CLIQUE AQUI para ler mais. 

Nenhum comentário: