Fundador da ONG Brasil sem Grade fala sobre o fracasso da segurança pública no RS

Lá (SP)  a segurança pública foi tratada pelos métodos tradicionais. Nada de Territórios da Paz. Aumento de efetivo, qualificação da investigação criminal e construção de vagas prisionais.
O destaque acima e os grifos são do editor. 

Neste artigo publicado no domingo pelo jornal Zero Hora, Luiz Fernando Oderich (foto ao lado), presidente e fundador da ONG Brasil Sem Grades, conta a "crônica do fracasso", ressaltando o êxito da política de segurança pública em São Paulo e o fracasso do RS. Leia tudo:

 Saiu o relatório Mapa da Violência 2013, das mortes matadas por armas de fogo na última década. No período, mudamos a lei do porte de armas, fizemos um plebiscito, muito debate, muita propaganda, muito dinheiro público foi gasto na compra de armas da população e a que ponto se chegou? A lugar nenhum! No início do milênio, começamos com cerca de 34.985 mortes por ano, e terminamos 2010 com 38.892. Em termos percentuais sobre a população de 100 mil habitantes, que é a forma usual de medir esses dados, passamos de 20,6 casos para 20,4. Mudança insignificante.

Pessoalmente não gosto de armas, mas sempre considerei essa alternativa inútil, pois o que todo mundo imaginava acabou acontecendo. Quem entregou as armas? Quem não precisaria tê-lo feito. As grandes quadrilhas agora, como antes, dispõem de armas de grosso calibre, granadas, explosivos etc. O Rio Grande do Sul teve uma melhora aparente. Ocupávamos a 11ª posição e hoje passamos ao 17º lugar. Aparente sim, pois não houve qualquer avanço. Permanecemos com o mesmo número de casos anuais – 1,7 mil em termos absolutos, e exatamente o mesmo percentual: 16,3 mortes por 100 mil habitantes. Todo esforço, inclusive de nossa ONG, foi em vão.Mas o relatório, ao mesmo tempo, enche-nos de esperança. São Paulo, o Estado mais populoso do país, teve a melhoria mais expressiva. Passou de 10,6 mil casos por ano, para 3,8 mil. Uma espetacular melhora de 67,5%. Lá a segurança pública foi tratada pelos métodos tradicionais. Nada de Territórios da Paz. Aumento de efetivo, qualificação da investigação criminal e construção de vagas prisionais.

CLIQUE AQUI para ler mais.

7 comentários:

Anônimo disse...

Seriedade resulta em melhorias em qualquer lugar decente, já libertinagem com claro vies ideológico foi o que consumiu com a antiga URSS e aqui no RS nos tornou refens de bandidos comuns e ideologizados. Hoje pela manhã minha mulher pegou ônibus que atrasou um Monte por causa de uma manifestação na Ipiranga. Minha mulher reclamou a um brigadiano porque não tiravam os manifestantes da rua para o trânsito fluir. O brigadiano disse que o direito de se manifestar é livre. Minha mulher disse que ela também tinha liberdade de ir e vir e ficou braba com a resposta da Autoridade. O guarda disse para ela se acalmar senão seria detida. Conclusão, fazer o diabo pode, mas exigir que se cumpra a lei não. Nosso país virou uma gafieira dominada por bandidos.

Anônimo disse...

A esquerdalha sabe disso porem nao tem interesse em conter a violencia. O povo é burro e contaminado pelo coitadismo disseminado na sociedade. Estamos ferrados!!

Anônimo disse...

E preparem-se porque só vai piorar. Essa é a missão do PT, desmoralizar as polícias (inclusive já tem blogs vermelhos comunistas falando que: "uma nova polícia é possível". Claro que as nossas polícias tem que melhorar muito, mas o objetivo deles é criar as chamadas milícias populares comandadas pelos comissários do partido. Vejam o que o Maduro está fazendo na Venezuela...

Aquiles disse...

O PROBLEMA É QUE A ESQUERDALHA IMUNDA E FÉTIDA DE SATANÁS QUER MAIS E MAIS VIOLÊNCIA ATÉ QUE OS CIDADÃOS ENTREGUEM TODO O PODER AO ESTADO E FIQUEM DE QUATRO AOS COMUNISTAS ENDEMONIADOS !!!

Anônimo disse...

É que os petralhas tem os bandidos como aliados e portanto, nada podem fazer ou pouco querem fazer para prejudicar seus aliados, os bandidos.

Cesar disse...

Certamente alguém vai dizert que eu radicalizei, mas bandido é para estar trancado na cadeia e sem nenhuma regalia, muito menos receber salário por filho pequeno, pois se esse bandidos pensassem nos filhos, não iriam cometer verdadeiras atrocidades, e nós, cidadãos ainda temos de paga-los mensalmente pelos crimes que fizeram. As leis estão sendo mal interpretadas, hjoje temos doutores para tudo, mas TUDO está pior, então os métodos estão errados, e isso até um cego vê! Respeito, hierárquia e lei devem ser impostas e não discutidas!Enquanto isso, vamos a caminho do fundo do posso.

Anônimo disse...

"êxito da política de segurança pública em São Paulo e o fracasso do RS"

Parei de ler aqui...
Êxito em São Paulo ?
Só porque pior que está não fica.