Sem palanques nos Estados, Marina já admite "voo solo"

A pouco mais de dois meses do prazo final para se credenciar à disputa eleitoral de 2014, coordenadores da Rede Sustentabilidade afirmam que, mesmo que consigam registrar a tempo o novo partido, não haverá palanques relevantes nos Estados para sustentar a candidatura presidencial de Marina Silva. Com isso, a pretensão da ex-senadora de suceder Dilma não contará com dois dos principais trunfos das campanhas: fortes alianças estaduais e espaço na propaganda de rádio e TV.

. Terceira colocada na corrida ao Planalto em 2010, com 19,3% dos votos válidos, Marina está sem legenda desde 2011, quando rompeu com o PV. Desde então seu grupo articula a montagem da Rede, mas só no início deste ano começou a coletar as 492 mil assinaturas necessárias para colocar a legenda de pé, dizia ter obtido 818 mil, mas só 125 mil haviam sido validadas pelos cartórios.

. Para que Marina se candidate, é necessário que seu novo partido passe por todo o processo burocrático de aprovação na Justiça Eleitoral até o início de outubro deste ano.

6 comentários:

Anônimo disse...

Não entendi, "já admite"? Mas em nenhum momento falou-se em fortes alianças e barganha de grandes espaços na TV. Aliás as pesquisas deveriam mencionar:" Marina Silva - sem partido" .As 818 mil assinaturas estão em fase de cadastramento e encaminhando aos cartórios, já são 600 mil cadastradas e desdas já encaminhadas e validas são 125 mil. Ou seja existem ceca de 475 mil assinaturas a serem validadas nos cartórios.

Anônimo disse...

Não adiante Marina tem 1 milhão de assinaturas de aderencia ao Partido se nenhum Deputado ou Senador está disposto a adirir ao Partido dela.

Assim ela entra na concorrência em condições pior que Collor de Mello, ou seja, se ganhar a eleição vai que que negociar com os Partidos para poder governar como FHC, Lula e Dilma Fizeram, (isso que o PT e o PSDB são Partidos grandes), imagina ela se elegendo sem apoio ou adere ou é cassada.

Anônimo disse...

Ela é autoritária, intransigente, parece que não se adapta a nenhum partido.
Como pode vir a ser uma presidente?

mjosé

Anônimo disse...

Essa Marina é do estilo de Dilma,apenas um pouco mais soft porém deve ser de uma incompetência a toda prova.O que ela apresentou de útil como Ministra?Se der uma loginha de 0,99 já montada para as duas tocarem não dura 6 meses.Qual o fundo de pensão que após 2010 está em condições superavitária?

Nádia disse...

O dado mais interessante:

de 818mil assinaturas.. 125mil !!! apenas validadas pelos cartórios.

Mesmo tirando desse número uma quantidade de enganos.. jeito errado de assinar.. etc etc A diferença entre o que era e o que sobra...é absurda.

assim é o brasileiro.

Toda vez que alguém vem com o papo de q brasileiro é boa gente.. que é só uma questão de condições e blábláblá... me vem o pensamento de que até esse papo, em si, é coisa de gente não tão boa. Demagogos sem compromisso com a realidade.

Porque os exemplos, nós os vemos sucederem-se há anos..

Quantos assinaram (errado) só pra dizer que o faziam e ficar bem na foto com quem pediu...
Quantos colocaram id errada de medo.. de ter seus dados roubados...
Quantos agiram de um desses jeitos pra rir..
pra se vingar..
Por puro descaso para com o que fazem... e por aí vai...

818mil pra 125mil ....não é diferença. É muuuuuuuuuiiiita diferença.

É. E assim se elegem presidantas...

CARLOS SGARBI disse...

Solo que vc quer dizer e SEM SAIR DO CHAO, ne?