Ambev confirma início das operações maltaria de R$ 220 milhões em Passo Fundo

Já está em fase de testes a maltaria de R$ 120 milhões construída pela Ambev em Passo Fundo, RS. Será a maior do país.

. Nesta sexta-feira, a companhia confirmou que o projeto de ampliação (R$ 100 milhões) acaba de ser aprovado.

- A Ambev mandou dizer ao editor que possui dez unidades de negócios no RS, através das quais garante 100 mil empregos diretos e indiretos no Estado. 50%  da cevada usada na maltaria de Passo Fundo será gaúcha, mas a idéia é elevar a fatia para 75% no curto prazo. 

2 comentários:

Anônimo disse...

"a ambev mandou dizer ao editor" - hein? se não foi a ambev que disse, a quem ela disse, e mandou repassar ao editor?

Biriva do Cerro do Tigre disse...

Esse projeto da AMBEV não irá deslanchar porque essa empresa faz o produtor gaúcho de palhaço, a maioria dos que conheço nunca mais vão plantar cevada, que é um cultura que quando entrega para industria tem que ter 95% de germinação, o mesmo não ocorre com o trigo que basta o PH ser acima de 78.

Alguns dizem que o preço da cevada com esse rigor deveria ter um preço mínimo de R$ 40,00, mas pagam o preço do trigo.

Vão ter que importar 70% da cevada da Argentina para produzir malte nesta unidade. A Cooperativa Agrária Agroindustrial de Guarapuava que tem 35.000 hectares de cevada e mesmo assim importa cevada argentina para sua maltearia.

Essa conversa de 50% da cevada produzida no Brasil é "charla para acalentar bovinos"....