Faltam gerentes de lojas em Porto Alegre

Faltam gerentes de lojas em Porto Alegre. Os salários vão de R$ 1.500,00 a R$ 3.000,00.

. Em função disto, a CDL decidiu promover cursos intensivos de quatro meses para a função.

- Em Porto Alegre, funções menos nobres rendem igual ou mais. Um garçom de pub do tipo Bier Markt, pode receber até R$ 3 mil por mês, enquanto uma faxineira apenas razoável fatura mensalmente a bagatela de R$ 2 mil, trabalhando apenas cinco dias por semana. 

15 comentários:

Anônimo disse...

Procuro vendedor para a área de tecnologia, não precisa ter conhecimento nem curso superior, pago 1800 fixo mais 2% de comissão e só aparece lixo.

Anônimo disse...

A diferença Polibio, é que uma faxineira ganha 2000 custa 2000. Se pagar 3000 para um gerente, ele custará no minimo 6000. O que é muito para alguns anencéfalos que procuram emprego em vez de trabalho.

Anônimo disse...

1.500 pra ser gerente?

pra ser o responsável pelo que acontece no negocio?

só rindo...

não querem um gerente, querem um otário...

Daniel disse...

Vc ainda e do tempo que funcoes (trabalho...) eram classificadas como nobres, mais ou menos nobres e menos nobres. Na verdade, caro Polibio, imagino que vc é do tempo que era crivel aceitar, em casa, uma menina do interior pra "ajuda-la". E a menina, apos receber a ajuda do ser bonzinho, passava a cozinhar, limpar a casa, fazer lanchinho pro filhinho do bondozo, lavar, etc, etc, etc. Ou seja: o bom e velho modelo sa sociedade pautada pela Casa Grande e a Senzala. Espero que as faxineiras, incluindo a sua, nao tenham lido o precioso comentario deste blog.

Anônimo disse...

Daniel esta'100% certo. E mais: quem tenta contratar faxineira nos dias de hoje sabe que o Brasil esta mudando. Mais depressa do que eu imaginava.

Edinei disse...

Entendi que não houve desmerecimento de profissões como comentado aqui. Nenhum momento há a afirmação de que empregadas ganham muito e sim a comparação de que gerentes ganham pouco.

Fernando disse...

Alguns pontos:
1- A economia cresce e se expande, mas a qualificação da mão de obra não.
2- Numa análise estatística é bom lembrar que partir da segunda metade da década e 80 e a partir da década de 90 o crescimento populacional brasileiro estagnou. Nossa população esta envelhecendo.
3- As pessoas ainda tem preconceito em relação aos cursos técnicos, sequenciais e tecnológicos, atreladas a velha idéia de cursos longos e filosóficos. Vale lembrar que no oriente desenvolvido grande parte da mão de obra vem desses cursos.
4- Vivemos um clima quase de pleno emprego para mão de obra qualificada. Por exemplo, a construção civil. Faltam desde engenheiros até auxiliares de serviço geral nas obras. As companhias aéreas brasileiras já fazem lobby para a contratação de tripulantes estrangeiros pela escassez deste pessoal.
5- Solução. Qualificação! Cursos, cursos e cursos. Fazer que o formado saia pronto para o mercado de trabalho. Eu como empresário do ramo de transportes sofro com a falta de bons motoristas.
Fernando Martins

Anônimo disse...

Prezado Daniel (das 19h, bondoso se escreve com "S" e recalque eu não sei como vc poderia tratar.

Gustavo Melo disse...

Faltam gerentes no varejo de Porto Alegre/RS, por que falta valorização do profissional.

Em áreas como serviço e indústria meu currículo é muito mais valorizado que no varejo.

Possuo curso superior, estou fazendo mestrado, inglês fluente e o nada disso importa pro varejo.

Anônimo disse...

O Daniel é do novo tempo, onde o "governo" da esmola para o trabalhador achar que esta amparado. é do tempo em que bonito é trabalhar para o governo em troca de 10% para o ParTido.

Anônimo disse...

Daniel esta 100% certo. Daniel incomoda muita gente.

José Fernando Oliveira disse...

Daniel é um ser abjeto, isso sim. Um cara destes, analfabeto funcional, que tem um notebook com teclado americano(observem que ele não usa acentos)e é contra tudo e todos só pode ser um soldadinho do Marcelo Branco, aquele que caiu do caminhão que ia pra Woodstock na década de 60.
Daniel, tua opinião não serve sequer para usar como papel higiênico e os teus asseclas(que te apoiaram, se é que não é tu mesmo)são da mesma laia.
Quando perderes esse teu carguinho de comentarista profissional de blog vais fazer o que ???? Varrer rua ???? Nem pra isto tu serves.

Anônimo disse...

Não falta Gerente nem pessoal qualificado:

Se você quer um Gerente com (X) qualificação faça anuncio e coloque a remuneração (pagando bem) com base nessa qualificação que vai chover candidatos.

Nos anos 80 o pessoal do RH vinha na porta das
empresas assediar candidatos a projetista
torneiro, matrizeiro,etc. ai os empresários se
reuniram e decidiram mudar de estratégia
pois estavam inflacionando os salários.

O dono da empresa fala pro amigo:
To querendo um Gerente Comercial bala,
eu conheço uns 10 caras ferras, se tua
oferecem uns 30% a 50% a mais que eles
ganham tu consegue de imediato.

Na construção civil é igual, eu conheço
uns 20 pedreiros autônomos ferras,que
jamais vão trabalhar como empregado pra
ganhar a metade, e ainda seguir ordens.

Ex: Porque que toda pessoa de 25 a 50 anos quer ser funcionário publico,aposentadoria integral, estabilidade etc.

Este é o jogo, o restante é papo furado.

Tá ruim mas tá bom.

Antonio

Anônimo disse...

Com esse salário ai acho que conseguem alguém que esteja como temporário lá no CAMELÓDROMO.

Mas claro, alguém que aceita negócios diversos...

TUDO É UMA QUESTÃO DE ESTRATÉGIA DE SELEÇÃO.

Bah. Não adianta mais rezar viu pessoal, a assombração tomou conta !!!!

Anônimo disse...

Daniel esta 100% certo. Daniel incomoda muita gente. Daniel incomodou PROFUNDAMENTE o tal de José Fernando Oliveira. porque será que ele ficou tao brabinho hein?