Conheça os projetos que fazem tremer a base aliada de Tarso Genro na Assembléia

 Durante quase toda esta semana, o Governador Tarso Genro estará fora do RS, porque resolveu acompanhar a presidente Dilma Rousseff na visita que ele faz desde domingo à Alemanha, em visita à CeBit, maior feira de tecnologia de Hannover.

. A viagem de Tarso Genro é oportuna. A CeBit abre a cabeça de qualquer pessoa.

. Durante a ausência do Governador, a Assembleia poderá votar projetos que irritam tremendamente a oposição (23 votos)  e dividem a base aliada (32 votos). Ninguém sabe se o governo terá êxito no plenário. Desde a semana passada, por conta dos projetos em exame, o governo sofre desgastes políticos diários de grande monta, porque não consegue explicar a conveniência do que faz e as contradições existentes entre seu discurso anterior e as propostas feitas agora.

Novos critérios de promoção de oficiais da Brigada – O projeto 458/2011 introduz critérios subjetivos prevalentes na apreciação da lista de oficiais aptos à promoção, o que é um verdadeiro aparelhamento partidário da PM do RS.
Novo piso regional – O projeto propõe reajuste de 14,75%, elevando a primeira faixa de R$ 610,00 para R$ 700,00, valor que nem mesmo o governo paga sequer a todos os professores.
Aumento salarial dos professores –  A proposta de 23,5%  inclui vários pega-ratões ou embustes, como preferir o leitor.

CLIQUE AQUI para ler, estudar e passar adiante a consistente análise que faz sobre o assunto o economista Darcy Francisco Carvalho dos Santos.

3 comentários:

Anônimo disse...

Me dói dizer isso!
Os professores merecem foram elles
que fizeram de tudo para eleger o
tarso.
"Se pariu Mateus então que o
embale".

Anônimo disse...

Políbio, ilusão tua, algumas cabeças não se abrem jamais ! Tenho certeza que elles vão achar que uma iniciativa popular integradora pode fazer melhor do que eles vão ver por lá. Essa é a realidade.

Anônimo disse...

Nada como uma oferta de mais CCs para fazer a base "aliada" votar a favor.