Assembléia pode convocar Cristovam Buarque para audiência pública sobre piso do magistério.

Os deputados Raul Pont e Adão Villaverde, PT, além da deputada Juliana Brizola, PDT, não sabiam mais o que fazer para impedir que a Comissão de Finanças e Orçamento votasse o requerimento que pede audiência pública da Assembléia do RS, destinada a ouvir o senador Cristovam Buarque, autor da emenda que introduziu a correção pelo índice Fundeb sobre o valor anual do piso nacional do magistério público.

. Os governistas ficaram numa saia justa, porque o governo Tarso Genro opõe-se ao índice Fundeb e por isto não paga o piso no Estado. Na proposta votada semana passada e que resultou em aumento de 23,5% para os salários dos professores, os deputados do PDT, PSB e PTB votaram a matéria com enorme constrangimento e por pouco não se rebelaram.

. A votação acabou adiada na Comissão de Finanças e Orçamento, presidida pela deputada do PMDB, Maria Helena Sartori.

. A proposta de audiência pública com Cristovam Buarque é dos deputados Frederico Antunes e João Fisher, PP; Giovani Feltes e Márcio Biolchi, PMDB. O deputado Frederico Antunes disse ao editor que os deputados precisam colocar frente a frente o autor da emenda do Fundeb, os secretários da Fazenda e da Educação, além dos prefeitos, para que seja possível saber se o governo do RS pode ou não pagar o piso. "O senador Buarque tem dito e repetido que governador que não paga o piso deve tomar impeachment", avisou Frederico Antunes.

A foto acima é de Raul Pont.

9 comentários:

Anônimo disse...

Tem que botar a bunda destes demagogos hipócritas populistas na estaca mesmo.

Anônimo disse...

Sorrindo?
É clone ou sósia muitíssimo parecido mesmo.

Anônimo disse...

Na hora em que o anão de jardim fez a lei não passava pela demencia déle que um dia poderia ser governador, agora tem mais é que pagar, essa tu não pode dar o calote como fez com os municipários de poa.

Anônimo disse...

Político que não cumpre a Lei deve ser cassado... se prciso for até pra gulhiotina... o Estado começando pelos políticos vira uma anarquia. Ninguém mais vai cumprir Leis. É o caos... baderna... Quem pode mais chora menos...

Anônimo disse...

IMPEACHMENT SERIA "TERRA À VISTA"!

NÃO SOMOS TODOS PETRALHAS!

SE HOUVESSE IMPEACHMENT DO GOVERNADOR POR NÃO PAGAR O PISO,POR BANCAR O CALOTEIRO E ESTELIONATÁRIO,SE RECUSAR A CUMPRIR O QUE CRIOU E ASSINOU PARA SER CUMPRIDO, SERIA COMO UM

"TERRA À VISTA"

PARA DEMONSTRAR QUE O PAÍS COMEÇOU A SER SÉRIO,COMEÇOU A SE DAR O RESPEITO,POIS NADA HÁ DE MAIS SÉRIO QUE A EDUCAÇÃO.

O EXEMPLO DE DESCUMPRIR,DO CALOTE, DO "NÃO DÁ NADA",NOS IDENTIFICA COMO PÉSSIMOS SERES HUMANOS,COMO SE FÔSSEMOS TODOS PETRALHAS!

O GOVERNADOR CONDENA O RS A VOLTAR AO ATRASO CUBANO,E NOS ACHINCALHA,DESRESPEITA.

SE NOS OMITIRMOS ENTÃO MERECEMOS.

Anônimo disse...

Impeachment no tarso?? A memória da Casa de Cidadania agradece!!

Anônimo disse...

sonhos.............?

Anônimo disse...

Quem conhece o estado do Paraná, já viajou por todo o estado como eu, vê o qto o nosso estado está atrasado. Estas cidades da região sul do estado parecem que ainda estão no início do séc-XX. Se o estado já estava crescendo como cola de cavalo então depois do desgoverno Olívio a coisa só piorou, inclusive com a expulsão da Ford por aquele Napoleão de hospício.

Anônimo disse...

Se um governante não cumpre a Lei ele comete crime de responsabilidade e deve ser submetido ao processo de impeachment.