Planos terão que autorizar testes de vírus chinês de forma imediata, diz ANS

A ANS (Agência Nacional de Saúde Suplementar) determinou, hoje, que a autorização de planos de saúde para o teste do vírus chinês passará a ser imediata. Até agora, operadoras permitiam a realização do teste RT-PCR depois de algumas horas ou até 3 dias depois do pedido.

Segundo a ANS, quando houver solicitação e cumprimento dos requisitos, a autorização precisa ser imediata. 

A mudança foi feita depois que a agência alterou a DUT (Diretriz de Utilização) para realização do exame. O novo rol de procedimentos entrou em vigor em 1º de abril. “A medida busca agilizar a realização desse tipo de exame, considerado o mais eficaz para identificar e confirmar o vírus da covid-19 no início da doença”, afirmou. Os planos de saúde poderiam demorar até 3 dias úteis para garantir o atendimento, segundo a agência. “O exame RT-PCR tem cobertura obrigatória para os beneficiários de planos de saúde na segmentação ambulatorial, hospitalar ou referência“, disse em nota.]

CLIQUE AQUI para ler a nota.


2 comentários:

Anônimo disse...

De que adianta se o resultado leva dias, com o bonecro perdendo a janela do tratamento precoce?

Anônimo disse...

Anonimo 18.49:

Exame para detectar covid leva 48hs em unidades do A. Einstein.

Conforme os sintomas do paciente, o médico pode indicar alguns medicamentos.


Chris/SP