Artigo, Fernão Lara Mesquita, O Vespeiro - A doença que mais mata no Brasil

A ilustração ao lado e o texto são do blog O Vespeiro, de Fernão Lara Mesquita.


Neste artigo, o jornalista Fernão Lara Mesquita expõe a dúvida de americanos e europeus a respeito da eficâcia das vacinas que aplicam, tudo relacionado com o prazo que deve permear a 1a. da 2a. dose. Nos EUA, há quem considere que a grande jogada é vacinar todo mundo de uma vez com a 1a. dose, para só depois tocar a 2a. Neste artigo, finalmente, Mesquita diz que nem isto está em discussão, já que a questão é o jogo sujo do STF para depor Bolsonaro. Leia este trecho:

No Brasil, onde ainda não chegamos a 12% da população vacinada com a 1a dose da vacina de pior performance medida entre toda as testadas no mundo, com chorados 50,7% supostamente obtidos em testes que continuam sem ser publicados, só há “certezas absolutas” e a única discussão do momento é o último lance da guerra pelo poder decretado pelos comedores de lagostas com vinhos tetracampeões do STF: uma CPI capaz de conflagrar todos os governos municipais, estaduais e federal, para que, definitivamente, vá tudo pro inferno.

Donde se vê que a doença menos letal afetando o país é a provocada pelo Covid-19 e a que mais mata continua sendo a mesma de sempre: o nojo que é a política quando ela vira exclusivamente uma disputa entre privilegiados para ver quem vai conquistar a prerrogativa de explorar 211 milhões de quase escravos institucionalmente mudos e impotentes pelos próximos quatro anos.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

6 comentários:

Joel Robinson disse...

Até a segunda dose da vacina é causa para essa cambada polemizar. è dose para mamute. mistureba de STF com coronavirus. Mas enfim é uma CPIzinha que desencadeou o Kajuru gate, Mourão no poder, sem jipe e sem soldados, patrocinado pelo STF! è demais nem a NASA explica.

Joel Robinson disse...

BESTEIROL PURO

Joel Robinson disse...

"Cada vez mais acuado, Bolsonaro é homem de ir anotando todas as “ofensas” no caderninho … e de repente, num rompante, botar tudo pra fora da boca, sem, necessariamente, grande participação do cérebro." vESPEIRO

Anônimo disse...

Por mais baixa eficácia que tenha é a única vacina que vou tomar; as transgênicas da Oxford, Pfizer, Moderna, Sputnik, deixo para todos os petralhas.

Petrlha é um termo criado por Reinaldo Azevedo para chmamar de bandidos, corruptos, ladrões e ignorantes o Lula e os Petistas. Aquele mesmo Reinaldo que outro dia apareceu abraçado com o Lula.

Se alguém ainda não sabia o significado de "máu-caráter", está aí o exemplo.

Anônimo disse...

No Brasil morrem mais de homicídio do que Coronavírus. O STF liberou a IMPUNIDADE e as mortes são computadas como Coronavírus.

Anônimo disse...

STF é o próprio CORONAVÍRUS! Só precisamos da Comprovação Científica.