OAS fez obra na Bolívia para "agradar" o prisioneiro por corrupção Lula da Silva e o PT, diz Folha

Ao lado, o caso do triplex, outra das roubalheiras do prisioneiro por corrupção Lula da Silva.

A Folha de S. Paulo usou, hoje, dados roubados por hackers e usados pelo site sujo Intercept para atacar a Lava Jato, tudo para revelar que oex-presidente da empreiteira OAS, Léo Pinheiro, afirmou, ​ao negociar acordo de delação, que a construtora assumiu uma obra na Bolívia para agradar o ex-presidente Lula (PT).

A Folha, aliada do site do americano Glenn Greenwald, parece ter se voltado contra o site sujo.

O relato da OAS, entregue por The Intercept para a Folha, está na proposta de delação do empresário que foi compartilhada por procuradores da Lava Jato no aplicativo Telegram, obtida pelo site e analisada em conjunto com a Folha.

Léo Pinheiro também mencionou o ex-presidente como intermediador de negócios da empresa com governos na Costa Rica e no Chile.

CLIQUE AQUI para conhecer muito mais detalhes.


64 comentários:

Anônimo disse...

Não caiam nesta da folha, noticiam para parecerem isentões.

Anônimo disse...

Assim sendo, não seria hora de responsabilizar, o presidente à época, bem como os diretores da Petrobras, pela "doação" de refinarias, à Bolívia? Tem muitas coisas que foram feitas com dinheiros da Petro, e ainda não vieram à tona.....

Anônimo disse...

Também esse material, que traz CRIMES de Lula e asseclas, É ILÍCITO, visto que obtido criminosamente, sendo IMPRESTÁVEL como prova judicial!

Mas, É IRÔNICO!! Queriam demonstrar crimes de Deltan e Moro, MAS NADA DE GRAVE encontraram!
Já contra o Chefe Ladrão Condenado, não teve jeito: CRIMES!!!

Anônimo disse...

A rota marítima da cocaína( UOL).

Anônimo disse...

A rota marítima da cocaína( UOL).

Anônimo disse...

A rota marítima da cocaína( UOL).

Anônimo disse...

A rota marítima da cocaína( UOL).

Anônimo disse...

A rota marítima da cocaína( UOL).

Anônimo disse...

A rota marítima da cocaína( UOL).

Anônimo disse...

Será que vai aparecer outra "qualidade" para a chilena Bachelet, a amiguinha dos comunistas mais "honestos" da praça???

Anônimo disse...

Ainda vai aparecer: O QUE LULA ganhou e ganha da Bolívia?

Anônimo disse...

Polibio, tem um traficante no teu blog mandando mensagens nem tão cifradas aos seus asseclas, pois nada menos desconfiável do que uma publicação destas no teu blog. E bota cocaina nisso, ele anuncia dia sim e outro também e muitas vezes! Ele quer despistar com rotas maritimas, mais o transporte deve ser terrestre mesmo! E pelo jeitão ele é petralha, pois anuncia o seu produto de grátis e ainda atrapalha os comentários do teu blog quando é noticia sobre crimes de petralhas!

Anônimo disse...

O Canalha Ladrão Condenado, Chefe da ORCRIM lulopetista, e seu novo LACAIO Glenn Greenstupid, tentaram atribuir algum crime a Moro, MAS NADA ACHARAM!

Daí, vem a não menos CANALHA Foia de Sun Paulu, e, numa patuscada fenomenal, publica UMA PENCA DE CRIMES graves do Chefe Ladrão preso, envolvendo outros SOCIALISTAS estrangeiros, tipo aquela nó cega Balechet do Chile!

Ou seja, OS CANALHAS FORAM PROCURAR LÃ E VOLTARAM TOSQUIADOS!!!

Anônimo disse...

que absurdo praticamente o PT deu de presente toda infraestrutura de gás e petroleo na Bostívia, em troca veio a cocaina pra matar a nossa juventude e de brinde veio a AIDS nas nossas crianças

Anônimo disse...

PROVA CABAL: O filho do Jacó BITTAR do PT ESCOLHEU E ENCOMENDOU os móveis do triplex APÓS Lula VISTORIAR o imóvel junto com Léozinho da OAS! Ou seja: Luladrão!!!!

Anônimo disse...

Delação de Pinheiro revela nada. Novos diálogos atacam STF:

FERNANDO BRITO · 16/09/2019 - O Tijolaço

A manchete da Folha, com arquivos obtidos pelo The Intercept, sobre os anexos da delação premiada de José Aledemário, o Léo Pinheiro da OAS, nas quais ele acusa Lula de ter pedido que a empreiteira assumisse uma obra executada com defeitos pela Queiroz Galvão e que poderia, depois, compensar-se com outras obras prova ….absolutamente nada.

Primeiro, porque não se fala e propina, vantagens ou qualquer outro tipo de benefício irregular. Segundo, porque é apenas uma alegação, ao que parece sem qualquer prova. Terceiro, porque é uma “emenda” da defesa original do empresário, depois de ter negado, no mesmo processo, qualquer tipo de favorecimento.

É aquilo que Gilmar Mendes disse ontem do “deixa ele preso até dizer o que queremos, contra quem queremos“.

Mas se nada tem de objetivo , não é o mesmo das revelações que promete hoje o jornalista Reinaldo Azevedo para seu programa O É da Coisa, na Band News.

Hoje, no programa “O É da Coisa”, diálogos inéditos de procuradores da Lava Jato que dizem respeito às armações da turma contra o Supremo e que são, como vocês verão, de especial interesse para Augusto Aras, indicado pelo presidente Jair Bolsonaro para assumir a Procuradoria Geral da República.

Para um Supremo que esta até a tampa com a Lava Jato, a encrenca é certa.

Anônimo disse...

Folha deu a noticia, não quer dizer que é verdade. Cabe ao Leo Pinheiro, depois de acusar apresentar as provas, simples assim.

Anônimo disse...

Não me sai da cabeça: o objetivo da Vaza jato é derrubar o "governo" de plantão (submisso a uma facção do deep state e ao trumpismo) e também impedir que um governo nacionalista e soberano volte ao poder para que um governo aliado de outra facção do deep state chegue ao poder. O brazil já está dominado, querem apenas que os senhores sejam outros. Não vou me espantar se, no fundo, a vaza jato não seja uma operação destinada a fortalecer os "isentões do direitos já". Tenho pé atrás com a vaza jato desde o início exatamente porque ela é conduzida por estrangeiros. Estrangeiros bonzinhos que apenas desejam fazer jornalismo que vai ajudar o brazil a recuperar sua soberania? Sei não...

Anônimo disse...

Intercept e Folha não são órgãos de assessoria de imprensa do PT. São veículos jornalísticos. E a notícia de hoje, no final das contas, vem reforçar a percepção crítica do STF sobre a lava-jato, exatamente na linha do que disse Gilmar Mendes ontem: os métodos lavajateiros incluíam prender o sujeito até que ele dissesse qualquer coisa contra o Lula. A manchete da Folha/Intercept hoje mostra exatamente isso: a turma do Moro queria extrair de seus prisioneiros qualquer delação vazia, sem provas e até mesmo sem menção a propinas

Anônimo disse...

Parece que o brasileiro perdeu a noção que todo cidadão tem direitos e deveres.
Se uma sociedade está fraca e abalada moralmente por anos seguidos de pensamento único, parece que não vai ser o The Intercept que vai quebrar esse complexo de vira-latas da maioria dos brasileiros.
Se não desenhar algumas pessoas não entendem

Anônimo disse...

Glenn Greenwald é um jornalista que só se preocupa com a qualidade do seu trabalho. Não está nem aí para armações, ou a baixaria que tomou conta dos brasileiros, de um modo geral. Negocia seu trabalho com veículos, sem nenhum objetivo de atacar ou defender ninguém. Apenas exerce o jornalismo, sua profissão, algo que é difícil de ser compreendido num país tão deformado quanto o Brasil.

Anônimo disse...

Delação do sr. Adelmário Pinheiro (Leo Pinheiro): depoimento de réu preso, tomado sem compromisso de dizer a verdade. Validade ou nulidade? Fachin o abona. "Aha, Uhu, o Fachin é nosso!"

Anônimo disse...

"Influenciar governos através de palestras"...Lula é grande mesmo, genial. Gostaria de ver o Bozo fazendo uma palestra de 5 minutos kkkkkkk

Anônimo disse...

Se o STF homologou a delação do Léo Pinheiro o processo de torna legal e terá o curso processual normal. É a palavra do Lula contra a palavra do Léo, ou seja, ao acusador cabe o onus da prova.

Anônimo disse...

'O Deltan Dallagnol dizendo que queria ser senador. O Moro é candidato à presidência. Eles destroem a classe política para ocupar nosso lugar. É uma causa nobre, muito nobre”, ironiza o deputado.' (Ricardo Barros, ex-ministro da saúde no governo Temer, falando na Câmara Municipal de Curitiba sobre o PL do Abuso de Autoridade e a lava jato)

Anônimo disse...

'Só para tirar o Lula da eleição fizeram isso. Eu não sou petista. Eu preciso me render a realidade dos fatos. O Supremo tá adiando o julgamento da prisão em segunda instância, mas quando julgar, vai voltar a valer o que está escrito na Constituição' (Ricardo Barros, ex-ministro da Saúde no governo Temer, falando em Curitiba sobre lava jato e prisão de Lula)

Anônimo disse...

Alguém aqui ainda acredita nestas denúncias? Já passou do limite do ri-dí-culo.

Anônimo disse...

o que a lava jato faz, é pouca inteligência, senão ficar se estrivando em relatos de quem tem interesse em negociar liberdade delatando? Isso é muito difícil, né não?

Anônimo disse...

O Lula é personagem principal do curioso caso do "corrupto" que sempre solicitava propina para os outros. Nunca para ele, impressionante... Esse Léo Pinheiro é um fanfarrão

Anônimo disse...

A Lava-jato, este jornal, o Ciro, todo mundo esquecendo o presente e voltando a bater no Lula. Será sinal que o jogo está virando, que a volta do PT está se anunciando? O velho antipetismo golpista volta a atacar?

Anônimo disse...

Essa não deu para entender! Cadê as mensagens vazadas? Li até o fim o texto e não achei. Só as requentadas "delações" sem prova do Leo Pinheiro, que, resto, apenas demonstrariam que Lula defendia as empresas nacionais junto a Governos estrangeiros, uma tarefa precípua de um estadista, ao contrário da Coisa Disforme que está ocupando a cama de hospital para fugir do constrangimento de ter que falar na ONU sob vaias. AFolha está dando prá trás, agora? Onde o The Intercept entra nessa reportagem?

Anônimo disse...

Nunca li, em quaisquer publicação, ou assisti qualquer comentarista (até porque todos eles prescindem de mínimos conhecimentos jurídicos), a afirmação de quem atribui a outra pessoa o cometimento de crime, de que sabe inexistente, comete crime. Assim o delator, além de estar sendo processado por crime, que pretende minorar a pena com a delação, não só não alcança o benefício pretendido, como viria a ser processado outro pelo crime, o de denunciação caluniosa (artigo 339 do Código Penal).

Anônimo disse...

á está mais do que claro que a justiça parcial não tem nada contra Lula e por isso precisam forçar a narrativa que já não cola mais.

Anônimo disse...

"Em encontro em data não informada"... Não dá pra levar esse Leo Pinheiro a sério! Pelamor...

Anônimo disse...

Atitudes totalmente normais para um presidente! Costura de apoios, alinhamentos estratégicos, etc. Tão querendo ver assombração onde não tem!

Anônimo disse...

Talvez não tenha uma inteligência privilegiada para entender onde tem ilícito do Presidente Lula, que ao que parece agiu - se realmente agiu na forma descrita - em prol dos interesses nacionais. Se puderem, mandem-me um desenho.

Anônimo disse...

'De acordo com o delator', 'conforme relato de Leo', 'segundo o ex-empreitero'. Tá, e daí? O que importa o que o Leo disse ou deixou de dizer? Ou mostra provas e fatos ou não passa de fofoca de comadres. Fala sério, esse povo adora uma fofoca.

Anônimo disse...

leo pinheiro já afirmou que mudou sua versão n vezes até que agradasse a república de Curitiba. Qual é o fato novo?

Anônimo disse...

Depois que o Ban.di.do Deltan Dallagnol montou um Power Point com uma senha chamada caixa geral do PT, que ninguém nunca procurou saber em qual Banco ou em nome de quem estava esta conta, todos delatores falaram que usaram o tal caixa geral para repassar dinheiro para o PT porque este é o caminho para reduzirem suas penas, a OAS, Odebrecht e todos que fizeram delação usaram a mesma tática criada pelo Dallagnol.

Anônimo disse...

Cadê o crime? Promover empresas brasileiras no exterior gera riquezas para o país e milhares de empregos.

Anônimo disse...

Pois é. O Lula defendia empresas brasileiras no exterior, que nunca tiveram tanto mercado. Ele fez tudo para promover no exterior as empresas brasileiras que tinham know-how para concorrer num mundo globalizado e assim gerou e manteve empregos de qualidade no Brasil.

Anônimo disse...

A casa caiu para o Lula: segundo o executivo da OAS, o ex-presidente do Brasil usava de seu prestígio e influência continental para promover empresas brasileiras em outros países. Absurdo!!! Como é que pode? Promover empresas brasileiras para que elas consigam negócios fora do Brasil? Realmente um crime de lesa pátria. Só não sei de qual pátria. Certamente não é da nossa.

Anônimo disse...

No início via esperança e fé na lava jato. No entanto, logo vi que a intenção não era prioritariamente o combate à corrupção e sim, uma briga pelo poder, com forte viés direitista, cuja principal diretriz era incriminar os participantes do governo, sendo inocentes ou não. Sempre achei também que Moro sempre agiu como um "delegadão" da periferia. Mantém o sujeito preso até que confesse o que eu quero.Só isso importa. Este empresário foi o caso mais clássico, ou detona o Lula, ou fica preso.

Anônimo disse...

De um lado um presidente preso acusado de corrupção e fazendo lobby para as empreiteiras brasileiras no exterior, do outro um presidente patriota que faz lobby para os interesses dos EUA no Brasil... (Fica a provocação)

Anônimo disse...

Presidente nacionalista de verdade! verdadeiro patriota! vendendo os produtos, os serviços das empresas brasileiras e não vendendo o país como esse atual que por conta de um bloqueio mental está aí.

SCHWEIZER disse...

Tu é burro mesmo ou tá se fazendo?

Anônimo disse...

Agora, pensem bem! O tal Léo Pinheiro afirmou que assumiu a obra para agradar o então presidente. Alguém acredita nisso? Pura mentira, ele assumiu para faturar mais cedo ou mais tarde. Já viu algum comerciante arriscar dinheiro em uma canoa furada? Ora, conta outra Léo Pilantra. Aliás, esse é mais um que ficou doente depois que pegou uma cadeia.

Anônimo disse...

Gostaria de assistir uma acareação entre Léo, e esse nó cego cidadão de Garanhuns !

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

Anônimo disse...

Vaza Jato: Procuradora da Lava Jato se dispôs a minutar pedido de impeachment de Gilmar Mendes:

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio por detalhes contra sócio da mulher de Gilmar

16/09/2019

Jornal GGN – Novas revelações da vaza jato, desta vez assinada por Reinaldo Azevedo e Leandro Demori, apontam para Thaméa Danelon, do MPF em São Paulo, cotada para trabalhar na chefia do grupo da força-tarefa na Procuradoria-Geral da República, caso Augusto Aras seja confirmado. Thaméa não é só uma procuradora, mas também uma fiel escudeira de Deltan Dallagnol e mostra-se bem à vontade com ilícitos como mostram os vazamentos.

Em 3 de maio de 2017, em conversa com Deltan pelo Telegram, Thaméa diz que vai fazer a minuta para o pedido de impeachment do ministro do Supremo, Gilmar Mendes, a pedido de Modesto Carvalhosa. Ela, como procuradora, não poderia jamais atuar a serviço de um advogado.

Segundo as conversas publicadas, Deltan achou sensacional e a estimulou, além de dar coordenadas para procurar o ‘pessoal’ do Rio que teria tudo documentado a respeito do sócio da esposa de Gilmar. Coisa que ela já estava fazendo. O sócio em questão é Sergio Bermudes.

Ato contínuo, Dallagnol se ofereceu para supervisionar o trabalho de Thaméa.

13:59:52-Deltan: Se quiser olhamos depois de Vc redigir

13:59:53-Thamea: Eba!!!! Obrigada!!!

13:59:57-Thamea: Já estou escrevendo!!!

14:00:11-Thamea: Quero sim!!! Lógico!! Obrigada!!

A seguir segue-se um diálogo em que diziam que ninguém poderia ficar sabendo ou diriam que seria uma vingança, já que o STF soltara Dirceu. Logo em seguida Thaméa reclama da demora do Gebran para julgar o recurso de Dirceu, o que o faria voltar para a prisão.

José Corrêa disse...

PTbas dillsisperados porque, a cada dia que passa, fica mais difícil sustentar a farsa do Llulladrão, o Condenadão!!!

Anônimo disse...


FILOSOFIA POLÍTICA:

http://vod.grupouninter.com.br/2016/JUN/MT300009-A01.mp4

http://vod.grupouninter.com.br/2016/JUN/MT300009-A02.mp4

http://vod.grupouninter.com.br/2016/JUN/MT300009-A03.mp4

http://vod.grupouninter.com.br/2016/JUN/MT300009-A04.mp4

http://vod.grupouninter.com.br/2016/JUN/MT300009-A05.mp4

http://vod.grupouninter.com.br/2016/JUN/MT300009-A06.mp4

http://vod.grupouninter.com.br/2018/SET/02-201801526.mp4

Anônimo disse...

LULA TÁ PRESO.CHEGA DE FALAR EM LULA E PT. Vai trabalhar Bolsonaro.