Artigo, Alexandre Wollmann - A indústria brasileira e os empregos na China

- Alexandre Mendes Wollmann, engenheiro mecânico, é presidente do Sindicato dos Engenheiros do RS.

Ao lado, plataforma em construção no Polo de Rio Grande.

O cancelamento das encomendas das plataformas da Petrobrás no Polo Naval de Rio Grande, substituídas por contratos com empresas chinesas, exemplifica o quanto é caolha a adoção irrestrita de regras de um mercado globalizado.

(...)

O cancelamento das encomendas das plataformas da Petrobrás no Polo Naval de Rio Grande, substituídas por contratos com empresas chinesas, além de gerar profunda recessão na Região Sul do RS seguida de consequências sociais calamitosas, exemplifica quanto é caolha a adoção irrestrita de regras de um mercado globalizado.

Até mesmo os Estados Unidos assumiram uma posição nacionalista ao implementar com todas suas forças uma política econômica que passou a favorecer sua indústria, gerando empregos e tributos a partir de uma agenda positiva favorável aos seus interesses como nação. No Brasil, pelo andar da carruagem, não parece absurdo que empregos sejam fechados em Rio Grande para serem abertos na China.

CLIQUE AQUI para ler mais.

26 comentários:

Anônimo disse...

Cobra da Dilam, foi a anta que destruiu a Petrobrás e, consequentemente o polo naval de Rio Grande.

Cobra também do Zé Dirceu e seus operadores gaúchos de propinas, que não saíam de Rio Grande pois pareciam urubús em cima da carniça!

Anônimo disse...

Concordo com esta abordagem. No entanto, para que isto aconteça, me parece que precisamos :
- impostos menores, pelo menos setorialmente, para casos como estes;
- empresas e políticos que se abstenham de participarem de dar e de receber valores não republicanos;
Pode ser que aí, seja possível retomar uma operação confiável e sobretudo séria e honesta.

Joel Robinson disse...

Perfeito, faltou dizer que o Trump baixou os impostos das empresas que investissem nos USA e depois baixou outros impostos.
Nada disso se faz aqui. Todo a capacidade de produzir maquinário e outros produtos são aviltados pelo custo Brasil e impostos absurdos. Com essa maldita ma´quina publica ineficiente e um monte de jabuticabs. sem baixar os impostos nada mudarás, e vai ficar pior. Nem temos projeto deste governo twiteiro para a industria 4.o. Privatizar só na~basta. Falta um Plano Plurianual como fez a China que também baixou impostos e deu incentivo aos industriais chineses, O resto é mimimi.

Anônimo disse...

A CULPA POR ENQUANTO FOI DA BANDILMA E DO LULADRÃO, QUE CRIARAM EXPECTATIVAS, ROUBARAM HORRORES NESSE ESQUEMÃO, QUANDO NÃO HAVIA NEM QUALIFICAÇÃO PARA AS PLATAFORMAS SEREM ACABADAS E OPERAREM CORRETAMENTE.

TEMER SUSPENDEU ATÉ TERCEIRA ORDEM O FALIDO PROGRAMA!


CABERÁ AGORA A BOLSONARO, ESTUDAR, ATRAIR GRUPOS ESTRANGEIROS PARA REATIVAR EM RIO GRANDE, ALGO QUE TRAGA EMPREGOS!


PORTANTO, O ARTICULISTA PARECE CULPAR QUEM NA VERDADE É O INTEGRO GOVERNANTE QUE RECEM ASSUME! COISAS DE SINDICALISMO!

Anônimo disse...

Isso aí! Gera empregos pra 1.000 pessoas, sei lá, mas obriga 210 milhões de brasileiros a consumirem uma gasolina podre, batizada e a 5,50 o litro. Infelizmente, é isso. Cada um só sabe olhar o seu umbigo.
Americano pode ser nacionalista porque em cada setor existem mais de 50 empresas competindo. Além disso, não existem estatais. Completamente diferente do Brasil, um país repleto de cartéis, de monopólios e oligopólios, atrasado, sem tecnologia, sem mão-de-obra qualificada, com alta carga tributária, altos custos trabalhistas...

Anônimo disse...

Talvez seja mais fácil receber caixa 2 na China.

Anônimo disse...

O governo LULA defendia a produção nacional, emprego para brasileiros, muito dinheiro publico foi investido(transferido)para empresas produzirem aqui os equipamentos utilizados pela Petrobras, mesmo a um custo maior que os da Ásia. Aparentemente empresário brasileiro não sabe trabalhar sem subsídio, não se tornaram competitivas e agora sem a ajuda do governo simplesmente fecham suas fábricas.

Anônimo disse...

Quiseram tirar o PT. agora vamos aguentar juntos.

Anônimo disse...

Sempre os empresários, engenheiros e etc do glorioso Brasil querendo uma proteção, um crédito subsidiado, um mercado fechado...por eles, não tinham nem aberto a indústria de Informática nos anos 80.

Anônimo disse...

A China pode produzir qualquer coisa no mundo, mais rápido e mais barato que qualquer um. Vide estação Antártica, estradas, pontes, ferrovias( especialistas) redes de transmissão elétrica etc....

Anônimo disse...

Os EUA também baixaram os impostos das empresas ao mesmo tempo, coisa que aqui é impossível porque o governo gasta demais. Esses sonhos só serão possíveis se uma reforma da Previdência PODEROSA for aprovada. P-O-D-E-R-O-S-A.

Paulo Vielmo disse...

Qual o custo de uma plataforma construída por nossos empreiteiros, especialistas em falcatruas e superfaturamento e outra construída na China a preços competitivos? Somos especialistas em fazer tudo pior, mais demorado e muíiiiiiito mais caro. Não seria por isso a preferência pela China?

Anônimo disse...

Isso mostra como o blog aqui é caolho!

E que a crise foi fabricada para ferrar tudo e a todos e entregar de mão beijada para os outros países e empresários!

Comentei com vários pequenos empresários que são meus cliente e amigos [50] de diversos setores, deste buraco de Porto Não Tão Alegre, como eram os negócios no período nebulosos dos ladrões quebradores do país Comunistas e achacadores!

Resposta: de 2010 até segundo semestre de 2015 prosperavam em seus negócios e contratavam pessoas para trabalhar, a compra de insumos e outros produtos incrementadores do negócios na maioria das vezes eram comprados à vista, pra não haver despesas futuras.

Riam atoa, pois, estavam se tornando empresários prósperos, os filhos estavam começando a estudar em escola privada e muitos estavam começando a usar aviões para visitar outros lugares, isso quer dizer turismo e gerando renda mesmo fora do estado.

Inicia a crise politica e econômica com o processo de boicotar o governo na época, nunca vou me esquecer o politico Aécio falando que quebraria o país pra ver o PT [Partido Trastes ladrões] sangrasse até o fim, gasolina naquela época R$ 2,26 litro [um absurdo] eu enchia o tanque cada ida ao posto de gasolina e era considerado a gasolina mais cara!

Meus amigos de Rio grande viviam de bico e quando foi criado condições de trabalho com acesso a ganhos reais , pegaram com as duas mãos, caiu o governo corrupto, o governo do Temeroso fez entre eles um ministro gaúcho que ta se tratando de um câncer que era caro manter aqui!
E era mais barato mandar pra china!

Quebraram as empresas de Ri Grande que sempre foi uma cidade abandonada!

Se lembra dos 50 micro empresários que falei lá em cima!

Hoje 80% deles quebrou e voltou a fazer bico!

Perguntei a eles, mas, o importante é que tiramos os comunistas e ladrões quebradores do país?

Resposta unanime...eu preferia eles roubando e eu tendo trabalho e renda do que estes idiotas de hoje que fazem governança no twiter e uns filhos retardados que só falam Merlim!

Eu tinha trabalho renda, meus filhos voltaram para escola pública minha mulher teve que voltar a trabalhar pra ajudar , eu fechei minha micro empresa e voltei a fazer bico!

Então respondo a quem vier me questionar, onde está a melhoria?

O atual governo quer fazer previdência com capitalização. O idiota que falar queisto é bom!

Faça um título de capitalização de qualquer banco pelo tempo minimo de 5 anos pra ver se ganhou mais que a poupança!

Não me venham com palavrinhas de comunistas!

Porquê não existe comunismo e capitalismo !

Existe os filhos de uma égua que querem tudo e ferram com quem não tem nada!

Anônimo disse...

A queda da industria naval brasileira foi provocada pelo golpe que a Dilma recebeu. O Temer e aliados foram responsáveis pela derrubada da industria naval brasileira.
Temer era entreguista assim como Bolsonaro é.
Entregaram a industria naval, petrolífera, engenharia de grande porte, embraer, etc.
Tudo isto porque o Brasil começou a incomodar, descobrir reservas de petróleo e além disto optou pelo conteúdo nacional.
Temer e a Lava Jato terminaram com a engenharia de grande porte do Brasil.
Isto não foi de graça, o Brasil começou a ser protagonista, competir com outros países, então veio de fora movimentos para destruir nossa nação, apoiado por grupos internos.
Agora começa uma nova etapa da destruição, entrega da Base de Alcântara, leilões de privatizações com mais de 1000% de ágio (como calcularam o preço dos ativos a serem privatizados?????).
E o atual ocupante do planalto continuou o desmonte, agora começando pela agricultura e pecuária.
O Ministério da Educação está em fase rápida de destruição do ensino nacional.

Anônimo disse...

É mais barato na China. Mas essa diferença não compensava gerando empregos e riquezas no Brasil?

Mas havia corrupção nas empresas. Não era só trocar a direção corrupta?

São coisa que nós, simples mortais, não entendemos.

Anônimo disse...

Texto de sindicalista é furada, sempre obrigarao o consumidor a pagar mais caro por qualquer coisa, desde que o sindicato continue a operar em "defesa" do trabalhador.

Anônimo disse...

O que atrapalha no BR são os sindicados que querem só "dereitos". São cheios de regras que atrapalham e atrasam a produção em maneira geral. A China leva um terço do tempo para entregar suas encomendas. Taí a diferença. Lá trabalham em 3 turnos, aqui não pode. Sem falar nos chefes ligados a partidos de esquerda que não querem nada com nada.

Zeca disse...

Que GRANDE bobagem. No pretexto de defender a indústria nacional, está garantindo o $$$ para os engenheiros, e por consequencia, o próprio bolso (o Sindicato). Entendo a posição, mas ocultar os verdadeiros interesses em nome do bem comum - o desenvolvimento socioeconômico - é hipocrisia.

Suíça e Nova Zelândia são países extremamente deseolvidos neste aspecto - o desenvolvimento socioeconômico - e tem uma planta industria mínima. Por outro lado a China tem a maior planta industrial do mundo hoje e seus indicadores sócioeconômicos como renda per capita, IDH, Coeficiente de Gini são baixíssimos.

Anônimo disse...

Mais Brasil. Menos Brasília e menos China tb!

Anônimo disse...

Vejam o exemplo de um construção da petrobras: Numa refinaria que foi orçada em 2 bi, gastaram 40 bi e vão precisar gasta mais 10 bi para acabar. Imagina para as plataformas omde foi criada a Sete Brasil que pegou mais 30 bi do mercado para comprar as plataformas e alugar para petrobras e não fez nada só deu calote.
Petróleo é uma comodite mundial os preços de venda e compra são definidos de forma global, cabe a cada petroleira ajustar seus custos para atender ao mercado e não fazer o contrário, aumenta as despesas e repassa no preços. Isto acabou ou você joga de acordo com as regras ou vai para o chuveiro chorar pelas derrotas pedindo proteção.

Anônimo disse...

Brasileiro ainda não sabe pavimentar uma estrada.

José Carlos Iglezias Pereira disse...

Análise de sindicalista querendo consertar a sombra quando o que está torta é a árvore. O Custo Brasil, a baixa produtividade, a corrupção e outros penduricalhos fazem a indústria brasileira não ter competitividade. Fora isso é só mi mi mi.

Cap Caverna disse...

O POLO NAVAL DE RIO GRANDE, não deu certo porque: roubalheira desenfreada; onde deveriam trabalhar no máximo três mil pessoas, chegou a ter dezoito mil; salários fora dos padrões brasileiros, onde um encarregado de turma, chegava a ganhar R$ 14.000,00; carro de som do sindicato dos metalúrgicos, toda semana gritando nas portarias do Polo, incitando os empregados a pararem e pedindo aumento de salários e vantagens; péssima qualidade de mão de obra; falta total de compromissos com prazos de entrega das plataformas; e dezenas de outras coisas mais a nosso desfavor.....tudo isso associado ao custo Brasil de impostos, melhor fazer na China, onde o preço final de uma plataforma, sai por 40% menor que aqui.

Anônimo disse...

Esse polo naval de Rio Grande foi a maior enganação dos governos ladrões petralhas. A PTbrás pagava o valor de 3(três) plataformas e recebia uma. Esse polo naval era uma maneira de enriquecer os partidos políticos que apoiavam o governo, o PT em particular.

Tinha em torno de 24 mil empregados. Tinha gente saindo pelo ladrão(sic) com altíssimos salários. Qto mais funcionários no polo, maior a justificativa para mandar dinheiro para o polo, e maior era butim para os partidos aliados. Não é por outra que até hoje o ladrão presidiário de Curitiba ESTÁ GASTANDO MILHÕES COM ADVOGADOS PARA DEFENDE-LO. Da onde sai tanto dinheiro para pagar tantos advogados....???

Nunca mais falaram na amante do lularápio que tinha 25 "adevogados" defendendo ela.

Anônimo disse...

Hoje estamos pagando mais de 5 pila o litro da gasolina, tudo para pagar o rombo na PTbrás que esse partido da "honestidade e da ética" roubou.

Anônimo disse...

Se a gestão petista tivesse feito uma gestão sem compadrio (coisa que não inventaram, vem desde o FHC, pelo menos, mas aumentaram e institucionalizaram a corrupção como nunca visto), essas empresas não teriam nem ganho as concorrências e teríamos, realmente, empresas sérias e em condições de manter os contratos em vigor e construindo as plataformas como deveriam.

Mas, como a esquerda adora fazer, coloca a culpa na lava jato e em quem puder, mas fazer um mea culpa, jamais.