GM paralisa produção em Gravataí

A GM de Gravataí suspendeu suas operações.

A montadora alega que a paralisação deve-se a ajustes para a produção de novos modelos de automóveis.

7 comentários:

Anônimo disse...

É um aviso para o governo arriar a calça.

Anônimo disse...

Como uma empresa que se diz quebrada pode investir em novo produto, brigadistas?

Anônimo disse...

Isso era tudo que o PT queria, qdo o Olívio foi eleito. Expulsaram a Ford, cuja planta não tinha iniciada a construção, tentou parar a fábrica da GM, não conseguiu. Agora está aí. Palmas...a gauchada metida a socialista, adora que tudo seja estatal, não é por outra que o Rio Grande está nessa M* federal.

Anônimo disse...

Criaram uma super montadora, com uma linha de montagem super eficiente. Acharam que sempre haveria mercado para o tanto que produzem diariamente. A ganância industrial é sem limites.

Hoje temos máquinas que fabricam milhares de peças/hora.
A revolução das máquinas computadorizadas e a padronização das montagens está num ritmo acelerado, que não há mercado para tanto, ou matéria prima a ser fornecida para sempre. Se pensassem mais no futuro sustentável não exauriam tudo em apenas um século.

Anônimo disse...

Eu lembro da crise financeira de 2008 quando os CEOs das montadoras dos USA foram se encontrar com o Obama e todos foram de jatinho particular visitar a casa Branca. Pegou tão mal que na outra vez foram todos de carro.

É assim que vivem os marajás do setor privado e estatal, só querem mordomia e luxo as custas dos clientes e do contribuinte que na maioria das vezes são as mesmas pessoas.

Essas empresas mantém um cartel na Anfavea vendendo carroças com baixa tecnologia e preços abusivos e só sobrevivem por que impedem o surgimento de concorrência interna e externa a todo custo.

Alguém lembra da FeNeMê, Gurgel, Puma, Troller, Kasinski e outras tentativas de ter uma montadora nacional?

Pega um Fiat Uno, Gol, Palio e carros do gênero. Não tinha airbag, ar condicionado, freio ABS, direção hidráulica e custavam R$40 mil??? E depois lançavam os mesmos modelos com esses acessórios que no exterior são obrigatórios e vendem aqui como se fosse tecnologia de ponta, algo que já foi inventado há décadas.

O Brasil não passa de uma colônia onde eles lucram alto fácil para repassar para a matriz e salvarem as empresas já que o mercado externo é bem mais competitivo.

A GM só não quebrou em 2008 por que o governo dos USA salvou por alegarem ser grande demais. Tem até um documentário sobre isso chamado "Too big to fail".

Anônimo disse...

O Brasil deveria ter mais ferrovias, hidrovias, metrô, VLT, corredores de ônibus, ciclovias e ter uma logística bem maior, moderna a e desenvolvida.

E um dos maiores culpados disso foram as montadoras que desde o JK até hoje manda e desmanda no governo. Desde então fizeram um lobby enorme para impedir que o país tenha uma logística mais moderna para ficarmos reféns de carros e caminhões das montadoras.

Já viu algum governo brasileiro investir em ferrovias, metrô, hidrovia, VLT com eficiência?

Anônimo disse...

Nova Cuba ?