Fundação Lemann ajudará governo gaúcho na nova agenda para a gestão de pessoas

Será daqui a pouco, as 10h, no Piratini, a assinatura do Acordo de Cooperação que firmarão o governo estadual e a Fundação Lemann, com o objetivo de construir uma nova agenda para a gestão de pessoas, com foco na melhoria da qualidade dos serviços prestados à população. Entre as ações previstas, está implementar recrutamento de pessoas com o melhor perfil técnico e gerencial para cargos de liderança na gestão. Numa primeira etapa, o trabalho estará focado nas secretarias de Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplag) e de Educação (Seduc).

A aliança é formada por quatro organizações do terceiro setor – Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanize e Instituto República – que se uniram para promover a melhoria da gestão pública de pessoas no setor público.

13 comentários:

Anônimo disse...

Lemann está compronetido com a agenda globalista.
É perceptível que o governo RS está alinhado com aquilo que Olavo de Carvalho tem desnudado como ameaça: ideologia de genero, pauta gay, enfrauecimento das fronteiras, erotização das crianças, feminismo (feminazis), etc

Anônimo disse...

O multimilionário John Paul Lehmann se mexeu e apóia o falido estado do RS.....caso contrário terá que fechar suas fábricas de cerveja, pois o estado já está INVIÁVEL, FALIDO e QUEBRADO!!! Soh redução de ICMS na Ceva não resolve!!!!

Joel Robinson disse...

E o PGQP?
Outra jabuticaba, todo mundo sabe até o cupim das mesas do Piratini e da AL o que tem que fazer. Isso é para enganar e postergar ações que já deveria terem sido feitas. Picaretagem com meu dinheiro dos impostos.
Faltou dizer quanto o estado vai gastar com isso?
Vão plantar batata, se é que sabem...

Justiniano disse...

Paguei para ver mudanças na Seduc ali há um coporativismo ferrenho com apaniguados politicos. Dali em diante é cada vez pior porque as tais coordenadorias estaduais são ligados ao CPERGS e cheirando a mofo porque se aboletam e não saem nunca mais desses cargos burocráticos.

As coordenadorias deveria ser executados por funcionários que não professores, pois tem coordenadorias que secretárias são professoras. Na Brigada a maioria dos trabalhos burocráticos é feito por funcionários civis.

Anônimo disse...

Agora vai!!!

Anônimo disse...

Tudo comunista disfarçado, Polibio. Não se iluda! Tudo gente doida pra enfiar as mãos em verbas públicas.

Anônimo disse...


E se não pagarem esse pessoal direitinho ... haverá precatórios !!

Muito cuidado numa hora dessas.

Sheila. disse...

Eis como se dá o que chamamos de "globalismo" e sua estratégia de infiltrar-se no poder público para atingir a sociedade civil, de modo a moldá-la cfe os interesses dos monopólios corporativos, financeiros e extrativistas através de suas milionárias "fundações filantrópicas". Ingênuos acreditam que essas fundações 'altruístas' apenas estão de fato "preocupadas" com as NOSSAS política públicas, com NOSSAS florestas, com NOSSOS índios, com NOSSA educação.

Anônimo disse...

Mais um grupo de "experts" em gestão?
Ou um grupo de espertalhões querendo embolsar o dinheiro do contribuinte?

E a turma do Gerdau, aqueles da qualidade, por onde andam e quais foram os resultados?
O quanto embolsaram do suado dinheiro do contribuinte?

Anônimo disse...

Armacao braba...ONGs com fins muito lucrativos

Anônimo disse...

Custou barato...uma viagenzinha, um cursinho, convenceu o mocinho.

Anônimo disse...

A nova ordem mundial a passos largos se infiltrando em tudo.

Anônimo disse...

Os pretextos são bons mas pode ser um cavalo-de-tróia da Agenda Globalista/ONU 2030...
A conferir.