Exército recebe recursos para comprar equipamentos e duplicar trecho Guaíba-Tapes da BR-116


Foi publicado no Diário Oficial da União, hoje, documento considerado o primeiro passo para a retomada das obras de duplicação da BR-116, trecho entre Guaíba e Tapes, paralisadas há dois anos.
Um contrato firmado entre o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit) e o Exército, prevê R$ 20 milhões para a compra de equipamentos.

Com o Termo de Execução Descentralizada (TED), o Exército, que ficará responsável pelas obras, poderá adquirir equipamentos como escavadeiras, tratores e rolos compactadores. Os equipamentos adquiridos serão um complemento aos que o 4° Grupamento de Engenharia já possui, e serão necessários para a duplicação do trecho de 50,9 quilômetros da rodovia.

Há uma previsão de que um novo contrato destine R$ 10 milhões para o começo da obra ainda neste ano. Assim, a previsão é de início dos trabalhos na segunda quinzena de fevereiro:

Será necessário que haja garantia de mais recursos em março do ano que vem para que a obra tenha continuidade.

 As obras do lote 1, 24 kms, entre Guaíba e Barra do Ribeiro, estão 62% concluídas. As do lote 2, entre Barra do Ribeiro e Tapes, estão mais avançadas: 70% do serviço foi realizado.

11 comentários:

Anônimo disse...

Agora vai funcionar.

Anônimo disse...

no final de tudo a civilzada democrática fracassada da Diretas Ja teve de recorrer aos militares para fazer o país funcionar e parar de ser saqueado...



Mordaz disse...

Depois querem tratar todas as aposentadorias iguais.

Romualdo Silva disse...

Vão acabar com as empreiteiras do estado, que já estão quase quebradas;

Anônimo disse...

Polibio, na dita nova republico de 1985 para ca as obras feitas para nao funcionar e nao durar, tudo merda, os milicos construiram as BR no norte e nordeste com solo cimento e placas de concreto e esta tudo bom ate hj com manutencao minima e barata

Anônimo disse...

Só os milicos para acabar com a bandalha!!!

Anônimo disse...

Ué? O valor mencionado anteriormente era de 190 milhões. E querem liberar 10?
Estão de brincadeira.

Anônimo disse...

Agora vai...

Anônimo disse...

se voce não é de esquerda, pare de chamar militares de milicos...

é um termo pejorativo e escarnecedor criado pela esquerda...


Anônimo disse...

Empreiteira que sobrevive de recursos publicos nem deveria existir

Anônimo disse...

Polibio porque permissao ambiental pra construir uma estradinha de merda? ESSAS ONGS TEM DER SE ELIMINADAS E TODO MUNDO TEM QUE SER METIDO NUMA CADEIA