Entenda por que o Copom decidiu pela manutenção da Selic em 6,5%


No comunicado divulgado após a decisão, o colegiado ressaltou que as medidas de inflação subjacente encontram-se em níveis “apropriados ou confortáveis” (nos documentos anteriores a avaliação era apenas de níveis “apropriados” apenas), e reavaliou o balanço de riscos de seu cenário básico para a inflação. 

Cenário interno - As projeções apontadas no comunicado indicam variações de inflação menores do que as vigentes na reunião anterior e abaixo do centro da meta até 2019, atingindo o centro apenas em 2020. Ou seja, o quadro é benigno para a variação de preços no médio prazo. 

Cenário externo - Na avaliação internacional, a visão é a de que o cenário segue desafiador para as economias emergentes, tendo como principais riscos a normalização das taxas de juros de economias avançadas e as incertezas em relação ao comércio global.

CLIQUE AQUI para saber mais.

Nenhum comentário: