Polícia gaúcha vai investigar a fundo da história da mulher marcada com a suástica


Ao lado, manifestações da advogada contra Bolsonaro.

Gabriela Souza, advogada da mulher L., que denunciou e depois não quis levar adiante investigações policiais sobre agressões que teria sofrido, inclusive com a marcação da suástica nazista na barriga, a fio de canivete, afirmou que sua cliente foi atacada gratuitamente por estar com um adesivo com os dizeres "#EleNão", movimento contra o candidato Jair Bolsonaro, e um arco-íris, um símbolo LGBT. Não houve, segundo relato dela à polícia, citações diretas dos acusados à disputa eleitoral.

O que disse a advogada:

- Esse ato homofóbico foi feito com o objetivo de intimidá-la. Ela foi atingida física e emocionalmente. Existe aí um óbvio contexto político subentendido.

Para Souza, a declaração do delegado sobre a suástica foi precipitada, porque o advogado disse que o símbolo não era o logo do nazismo, o que é verdade.

Esta tarde, a Chefia da Polícia mandou reabrir o caso para investigar a própria denunciante, entre outras coisas ligadas ao caso, que teve repercussão nacional.

13 comentários:

Anônimo disse...

Bolsonaro, lunático? kkk

O esfaqueador não é lunático
O Haddad mudou o logo da campanha de vermelho sangue para verde e amarelo e não é lunático.
Tentar colocar o país em ordem diminuindo a maioridade penal (afinal que vota aos 16 anos tem que ter responsabilidades), prendendo e mantendo presos criminosos, incluindo os políticos, manter as tradições familiares e respeito de filhos com pais, etc... é classificado pela feminista como lunático.

Nos EUA, país desenvolvido, uma professora postou no grupo da escola quando alguém do grupo iria matar o novo ministro do Supremo eleito. Aqui, as papagaias dos ianques, não poderiam deixar de repetir o comportamento colonizador daquele país. kkkk

Anônimo disse...

Historia estranha essa. Mas aguardemos a perícia e as investigações. E que se alguma parte estiver mentindo, também seja desmascarada e punida.

Anônimo disse...

Esta suástica, com as linhas quase retas - algo meio impossível pois a vítima por pavor e/ou dor estaria se debatendo - por estar invertida parece ser algo feito na frente de um espelho.

Tomara que eu esteja errado, pois seria uma autoflagelação, uma autopunição exercida por sei lá eu qual motivo, e essa pobre moça precisaria urgentemente de uma ajuda de um psiquiatra.

Caso contrário - e a polícia está investigando - que, descobertos os autores, esses covardes sejam severamente punidos com todos os rigores da lei.

Anônimo disse...

Instituições de ensino de todo o país são pichadas com dizeres preconceituosos:

​11 out, 2018 - DCM

O mais recente ataque aconteceu na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo
Da Jovem Pan

Muitas mensagens machistas, racistas, homofóbicas e preconceituosas contra diferentes grupos têm se espalhado pelas faculdades, universidades e escolas de todo o país. Em um local onde o debate e a troca de ideias deveria imperar, o que parece dominar é a ignorância e falta de diálogo.

O mais recente ataque aconteceu na Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo. Uma das portas do banheiro trazia a mensagem “Bolsonaro vai limpar essa faculdade de preto e viado”, seguido do número 17, que representa a candidatura do presidenciável. Abaixo do número ainda estava escrito “preto vai morrer”.

Menos de 12 horas depois do término do primeiro turno da eleição deste ano, pichações racistas foram flagradas em um banheiro unissex da Universidade São Judas Tadeu, no Butantã. Na ocasião, foram escritas nas paredes frases como: “vão se f**** seus negros e feministas de merda, gays do demo, burn jews (queime judeus)”, além de uma grande suástica (símbolo do nazismo). Em outra cabine “ideologia de gênero é o c******” era o que estava pichado.

(…)

Cursinhos e escolas também não escaparam. No curso do Anglo Tamandaré, no bairro da Liberdade, em São Paulo, as pichações diziam “Bolsomito 17. Morte aos negros, gays e lésbicas. Já está na hora desse povo morrer!”.

(…)

Anônimo disse...

Cartazes com “Morte à negrada” e “Bolsonaro presidente” são encontrados em Porto Alegre:

Os cartazes foram encontrados por servidores públicos do Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DMAE), no bairro Menino Deus, capital gaúcha

11/10/2018 - Forum

As manifestações de ódio envolvendo apoiadores de Jair Bolsonaro não param. Além de agressões físicas e verbais, os eleitores do militar produzem materiais que incitam à violência e, portanto, são contra a lei. Circula nas redes sociais uma foto, na qual aparecem dois cartazes com mensagens racistas e nazistas.

Em um deles é possível ver a imagem de uma suástica, símbolo máximo do nazismo, com as seguintes dizeres: “Morte à negrada. Bolsonaro presidente!”. Ao lado, outro cartaz com o desenho de um revólver, com a mesma frase.

Segundo as postagens nas redes sociais, os cartazes foram encontrados por servidores públicos do Departamento Municipal de Águas e Esgotos (DMAE), no bairro Menino Deus, em Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Anônimo disse...

Estranho.
Se ele tentasse se defender, quem a marcou não faria cortes tão retos.
A não ser que fossem vários agressores.

Anônimo disse...

Se for investigado a fundo, irão descobrir que é coisa dos eleitores do camaleão... Bolsonaro não precisa disso, pelo contrário, isso o prejudica...

Anônimo disse...

E nitidamente tem várias linhas, proprio de pessoas se auto mutilam.
Ou alguem riscando com um canivete em outro vai se importar com a força empregada ou a dor causada?

Anônimo disse...

AGORA É A HORA DA VERDADE. QUEM FICAR EM CIMA DO MURO PODE PREJUDICAR O FUTURO DO BRASIL. OU É JAIR OU JÁ ERA! VOCÊ PODE ATÉ TER ALGUMA RESTRIÇÃO A BOLSONARO, MAS... PENSE NA VOLTA DO PT! É ISSO QUE VOCÊ QUER? CLARO QUE NÃO, NÃO É MESMO?! ENTÃO, 28 DE OUTUBRO: VOTE BOLSONARO 17.

Anônimo disse...

Deve ter ficado sob carcere privado por longo tempo, sem se debater, para que aquele ferimento tivesse acontecido.

Anônimo disse...

Faça o teste em casa: desenhe a suástica numa folha e marque os lados direito e esquerdo e o sentido horário dos pálios (terminais perpendiculares aos dois eixos principais) e coloque-a defronte ao espelho. A imagem refletida vai mostrar no seu lado direito, o lado esquerdo do desenho e os pálios, com sentido anti-horário. Esta foi a confusão que a moça fez. Outra coisa: esses cortes, assim tão retos devem ter sido feitos com uma guia (régua o objeto reto). A perícia não terá dificuldades e esclarecer o caso, pois é muito banal.

Anônimo disse...

É uma obrigação da Policia encontrar o culpado. Considero gravíssimo esse crime. E os culpados punidos no rigor da Lei.

Anônimo disse...

Boa tarde, Polibio! Alguma novidade sobre o caso? Previsão para o resultado da perícia?