Câmara não consegue votar novo IPTU de Porto Alegre

A base aliada do prefeito Nelson Marchezan na Câmara de Porto Alegre, retirou o quórum da sessão de ontem, o que impossibilitou a votação do projeto de lei que muda as regras dos 26 fundos municipais, alguns dos quais serão extintos.

Isto também adia a apreciação da proposta de revisão da planta do IPTU, próximo item da pauta.

2 comentários:

Anônimo disse...

CHEGA!! NÃO TEMOS MAIS COMO PAGAR PARA MANTER CORRUPÇÃO E PRIVILEGIOS!!

IPTU: SE AUMENTAR SERÁ O CAOS NA ECONOMIA DE PORTO ALEGRE, PRINCIPALMENTE NOS JÁ DEBILITADOS RAMOS IMOBILIÁRIOS E DE CONSTRUÇÃO CIVIL QUE AINDA GERAM ALGUNS EMPREGOS.

VAI JUNIOR ACABA DE VEZ COM OS CONTRIBUINTES PORTOALEGRENSES E COLOCA TODOS OS NOSSOS NOMES NO SPC!!

Anônimo disse...

O povo não suporta mais um imposto. Chegou ao limite. Sugestão: é preciso enxugar a máquina, está inflada demais e não há mais da onde saquear o povo.