Opinião do editor - Chacinas no RS não são episódicas, mas prática recorrente. Uma doença social perversa.

A Polícia erra quando minimiza o episódio da apavorante chacina de ontem a noite na zona Norte de Porto Alegre, ao insistir com o mantra de que o episódio foi tópico (não demonstra prática recorrente deste tipo de crime).

É que apenas na região metropolitana, este ano, em meio ano, ocorreram 15 chacinas, com 57 mortos.

Isto é intolerável.

E precisa ser tratado como prática recorrente de quadrilhas violentíssimas, incapazes de apresentar qualquer tipo de escrúpulo e que precisam ser contidas para ontem.

Uma doença social profunda e perversa.

9 comentários:

Anônimo disse...

Não sei o que estão esperando pra se tipificar como crime, e com pena pesadíssima, pertencer a facção. Não precisa nem fazer nada, só pertencer a um bala na cara da vida e cadeia por longos anos. E também parar com essa frescura de tratar esses caras como se pertencessem a uma casta superior e intocável separando eles na prisão de acordo com a que pertencem. Mistura tudo e deu pra bola, se se matarem lá dentro melhor ainda!!!

Anônimo disse...

POISÉ. OS NARCIS MANDAM PORAQUI. FALTA SSPRS

Anônimo disse...

Prezado editor, lendo a matéria, inclino-me a entender, apesar da brutalidade e de representar um crime bárbaro, ser ato profilático que, ante o caos da segurança pública, e a ineficiência e incapacidade do Estado em tratar adequadamente a chaga das drogas. Perderam-se vidas, porém infelizmente, a sociedade tenha um horrível ganho.

Anônimo disse...

BANDIDOS COLARAM A UNIVERSIDADE DO CRIME,TV,NOTICIARIOS

COM MADRINHAS DO GRELO DURO PARANINFANDO

DEFENDENDO DIREITO DOS BANDIDOS

PAGAS PELO NOSSO DINHEIRO.

APENAS COLHEM O QUE SEMEARAM.

APROVEITEM!!

Anônimo disse...

É entre a bandidagem. Eles que sigam na lei da sobrevivência. Não tem anjo nessa hirtória.

Anônimo disse...

Jamais será tipificado.
Pois os que fazem as leis, também pertencem a facções criminosas, que são legalizadas como partidos políticos.

Adilio Faustini disse...

Legado dos 13,5 anos de desgovernos petistas no Brasil e mais alguns no RS.

Anônimo disse...

Caro Polibio , concordo com a sua opinião. Não há vácuo de poder. Quando o Estado descuida-se da segurança
pública, o que ocorreu nos governos petistas, a bandidagem ocupa o espaço. !!! Tia Glória.

Anônimo disse...

Pois é, Sr Faustini, como é público e notório , a droga mata .!!!