Artigo, Tito Guarniere - América

Mais ou menos a cada dois anos viajo aos Estados Unidos. Anotei algumas diferenças entre cá e lá.

Na América, idosos não gozam de privilégios e vantagens, comuns por aqui. Por exemplo, eles não dispõem de vagas especiais nos estacionamentos e não gozam de preferência em filas de banco, supermercado, ou embarque aéreo. Então os idosos são melhor tratados no Brasil? Em termos.

Lá, o conceito de preferência não está na idade, mas na dificuldade de locomoção, por doença ou invalidez. Os EUA tratam de forma igual um idoso de 80 anos, se ele estiver saudável, se pode se deslocar sem auxílio, se pode ir no supermercado ou viajar de avião. É assim que os americanos enxergam os seus velhos. E é assim que eles próprios se enxergam: por que eu, idoso, devo merecer favor, se estou íntegro e saudável?

Os velhos também não se beneficiam de passagem grátis no transporte público – ônibus, metrô.

CLIQUE AQUI para ler tudo.

5 comentários:

Anônimo disse...

Concordo com quase tudo, porém uma Nação que dá aposentadoria a um político após dois (2) mandatos, porque não premiar quem já pagou, por MEIO SÉCULO, transporte em ônibus % outros ???? Não preciso comparar os valores da AP com a passagem .... Nem o número de políticos X BENEFICIÁRIOS.... ....

Adilio Faustini disse...

Eu compactuo com isso, sou chamado de sonhador, tái um lugar que considero correto.Tenho 65 anos, pago minha condução, não uso vagas para idosos, vaga devetia só para deficiente, se um idoso tem dificuldadde de locomoção pode usar. Em Portugal os idosos pagam 35 Euros por mês para utilizarem transporte.

Anônimo disse...

NOSSA! Este senhor acordou somente agora? Ou chegou de Marte hoje?



Anônimo disse...

Vamos começar com os privilégios dos políticos...depois dos velhos....

Anônimo disse...

Moro no Japão e aqui os idosos são tratados iguais a todos, somente quem tem dificuldade de locomoção ganha transporte de graça da prefeitura.
Essa latrina chamada país nunca deixara de ser o que é!