Artigo, Fernão Lara Mesquita - O valor mais alto que sempre se alevanta


Ilustração do blog Vespeiro.

O domingão bolivariano vivido pelo país na ressaca da derrota na Copa é uma síntese do dramalhão brasileiro.

Foi só mais um golpezinho xinfrim, desta vez envolvendo deputados e desembargadores plantados. A cara do Lula. A cara do PT. A medida exata do valor que dão à democracia, às instituições que manipulam, ao Brasil e aos brasileiros.

A vitória, excepcionalmente, foi “dos mocinhos”. 

Teriam atirado no alvo errado ao visar o TRF-4, a outra Curitiba, a quem o Brasil fica devendo mais essa? Ha quem diga que tudo que queriam era desmoralizar as instituições. 

CLIQUE AQUI para ler tudo.

3 comentários:

Anônimo disse...


Matéria: Saúde
PRÉ-CANDIDATO TUCANO NO RS: EXAMES FALSIFICADOS EM PELOTAS FAZ EXPLODIR NÚMERO DE CÂNCER EM METÁSTASE: Apenas 5 de 500 exames eram realmente realizados.
16/07/2018 Fábio St Rios 0 Comentário Eleições 2018, Pelotas, PSDB, Rio Grande do Sul, RS, Saúde, Terceirizações, tucanos



A farsa dos exames Papa Nicolau que deve der feito com frequência por mulheres após a primeira menstruação, teria sido autorizado a ser realizado por amostragem estatística. Assim, apenas 1% dos exames seriam efetivamente realizados, os demais eram registrados como “normal”. A farsa tucana seria responsável pela enorme quantidade de casos de câncer no colo do útero em estado avançado que têm chegado no Hospital Escola da UFPel.



A terceirização dos serviços de laboratoriais era defendido dentro do discurso disseminado no PSDB, de “choque de gestão”. Esse “milagre econômico” começa a cobrar a conta, como denuncia o jornal local Diário da Manhã. Era uma forma de reduzir a quantidade de exames realizados, gerando custo menor repassado pela prefeitura ao laboratório.


O prefeito na ocasião do contrato e dos casos era Eduardo Leite (PSDB), que atualmente figura bem colocado na corrida para o governo do estado do Rio Grande Sul. Trata-se de um rapaz muito novo para práticas tão desumanas e irresponsáveis, como a não realização de exames para evitar gastos no município de Pelotas.



O caso é tão suspeito, que o município chegou a zerar o índice de câncer no colo do útero e, na verdade, contava com mulheres já doentes, com exames falsos, que agora chegam ao sistema público em estado avançado de câncer e com grande risco de vida.

Iara Mãe D'água disse...

Políbio, que bela charge!!!
Bem a cara do LuLLa.
Bem a cara do PT.
Bem a cara de gente chinfrim.
Gentalha vermelha do atraso!

Anônimo disse...

A foto engana.... a coisa velha não está com toda esta bolsa.... ah... com certeza....