CGU aponta graves irregularidades nas compras milionárias dos trens da Trensurb

A Controladoria Geral da União, CGU, constatou as seguintes duas irregularidades principais na compra milionária dos trens novos pela Trensurb, tudo durante o governo da petista Dilma Roussef:

1- Na Audiência Pública realizada pela estatal, foi apresentada uma Especificação dos Trens, que foi alterada dois meses depois, a pedido da Alstom e da  CAF, dois poderosos fornecedores.
2- Na Audiência Pública, ficou claro que seria proibida a formação de consórcio entre empresas, mas dois meses depois isto foi autorizado.

 Alstom e CAF, coligadas, ganharam a licitação.