Vice-presidente do Senado pede demissão de Parente da Petrobras

O vice-presidente do Senado, senador Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), pediu nesta quinta-feira, a demissão do presidente da Petrobras, Pedro Parente. Em entrevista ao Broadcast Político, o tucano criticou o que chamou de "arrogância" de Parente por não aceitar rediscutir a política de preços dos combustíveis. Cunha Lima declarou que "um governo minimamente sólido" já o teria demitido.

"Se o Pedro Parente não aceitar rever a política de reajuste, que ele saia da Petrobras ou o presidente da República exerça o mínimo de autoridade. Um governo minimamente sólido já o teria demitido. Com todo respeito a ele, a Petrobras não é maior do que o Brasil, nem o Pedro Parente é maior do que a Petrobras. Tem uma inversão completa. Parece que as pessoas não percebem que a atitude dele está provocando o caos no Brasil", disse.