Justiça Federal de Brasília abre processo contra quatro ex-deputados do Quadrilhão do MDB

Os quatro já estão presos em decorrência de outras investigações.Da esquerda para a direita: Geddel, Henrique Eduardo Alves, Cunha e Loures.

A Justiça Federal em Brasília aceitou nesta segunda-feira denúncia do Ministério Público Federal no inquérito que investiga uma suposta organização criminosa formada por ex-deputados do MDB da Câmara dos Deputados. A decisão foi tomada pelor juiz Marcus Vinícius Reis Bastos, da 12ª Vara Federal no processo referente ao suposto "quadrilhão do PMDB". 

Com a decisão, se tornaram réus nas investigações os ex-deputados Geddel Vieira Lima, Eduardo Cunha, Rodrigo Rocha Loures e Henrique Eduardo Alves. A referida organização criminosa seria responsável por negociar com empresas vantagens indevidas na Petrobras, na Caixa Econômica Federal e na própria Câmara, segundo a Procuradoria-Geral da República (PGR).

Um comentário:

Anônimo disse...

Esse é o teu partido.