Petrobras anuncia alta de 1,20% no preço da gasolina e queda de 0,20% no diesel

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,20% no preço da gasolina nas refinarias e queda de 0,20% no preço do diesel.

Os novos valores valem a partir desta terça-feira. A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho.

Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores. Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente.

8 comentários:

Anônimo disse...

Vâo culpar quem agora?

Unknown disse...

E a gasolina cada vez mais "flutuando" somente para cima!!!

Anônimo disse...

O velho ditado popular sendo aplicado:

"De grão em grão a galinha enche o papo".

"DE aumento em aumento diário e semanal vamos pagando a conta do "roubo" na Petrobrás".

Anônimo disse...

Eu queria uma explicação para:
Concorrência de importadores.

Sou dono de posto de gasolina e quero comprar gasolina de importadores independente. Posso?

Anônimo disse...

Assim é fácil reerguer uma empresa pilantra. Vamos ver se no final do ano os empregados ganharão bonus, 14, 15,....tudo nas costas da população.

Esse pedro parente é muito ruim. Se acha um baita gestor mas até agora só soube aumentar o preço com justificativas esdrúxulas.

Anônimo disse...

O petróleo no mercado externo está mais barato do que há muitos atrás.
A gasolina nunca baixou o preço no mesmo nível da queda do preço do petróleo.
A Petrobrás vem com a conversa fiada que ajusta os preços com base no custo internacional.
Conversa pra boi dormir. O que faz aumentar o preço É O CUSTO PETROBRAS E OS IMPOSTOS.

Anônimo disse...

Caro Políbio
Lembro quando o Temer disse que, ao invés de aumentar impostos que precisam da autorização do Congresso, preferia aumentar os preços da gasolina, gás, etc., que não precisam da dita autorização. E assim tem feito, usado e abusado do seu poder de presidente. Uma lástima!
Esther

Anônimo disse...

Obrigado PMDB. Até a próxima eleição