TCE ainda não tem data para examinar o escândalo ocorrido no Badesul durante o governo Tarso Genro

A aventura do Polo Naval do Jacuí foi um pesadelo que Tarso Genro passou para o Badesul.

O conselheiro do TCE do RS, Iradir Pietroski, disse esta manhã ao editor que o caso envolvendo desmandos ocorridos no Badesul durante o governo Tarso Genro ainda não tem data para ser apreciado pela Corte.

Iradir foi procurado pelo editor.

Ele é o relator.

"A fase é de instrução e as partes foram citadas para falar", disse o conselheiro.

Na Assembléia, a CPI do Badesul, pedida pelo deputado Ênio Bacci, prossegue sem as assinaturas necessárias para ser instalada. PT, PMDB e PP boicotam o requerimento do deputado do PDT.

2 comentários:

Anônimo disse...

Esse governo do petralha tarso genro, foi um verdadeiro TSUNAMI nas finanças do Rio Grande. O que tava ruim, ficou mto pior. A gov.Yeda, está organizando as finanças do estado, a gauchada como entende de política, achou ruim o governo dela e aí elegeram ESSE SUJEITO INÚTIL, GASTADOR, PERDULÁRIO e, e, e, "cala-te boca", mto honesto como todo petralha.

Anônimo disse...


A lerdosidade do TCERS é responsável pela sequencia de desmandos na administração pública. Não adianta cobrar transparência dos órgão públicos e na hora que a população quer saber o que é verdade fica sem resposta. Vejam o caso Fortunati X Marchezan- Um diz ter superavit de 216 mil na entregada do governo. Outro falou em 1 bi de deficit. E o tribunal de contas daqui a dez anos se pronuncia. Fica também evidente a incompetência da Câmara de vereadores que fica aprovando projetos do executivo sem conhecer a situação financeira do município.