‘Os intelectuais se tornaram cúmplices da corrupção petista’, afirma antropólogo

Para Flavio Gordon, a inteligência de esquerda, que apoia o PT, também deveria responder pela corrupção ocorrida nos governos petistas

O antropólogo social carioca Flavio Gordon, de 38 anos, já apoiou o PT e esteve até na posse de Lula em Brasília, em 2003. Nos últimos anos, dizendo-se decepcionado com as práticas do partido no poder e incensado pelas ideias de pensadores conservadores, como o filósofo e cientista político alemão Eric Voegelin e o filósofo brasileiro Olavo de Carvalho, Gordon deu uma guinada ideológica radical para a direita. Em seu novo livro A Corrupção da Inteligência – Intelectuais e Poder no Brasil (Ed. Record), ele analisa como a esquerda brasileira conquistou a hegemonia na área cultural e faz uma crítica contundente ao papel submisso da intelectualidade nos governos petistas. Em entrevista ao Estado, Gordon diz que os intelectuais de esquerda “se tornaram cúmplices do poder” e também devem ser responsabilizados pelos desvios ocorridos nos governos petistas.

Para começar, o senhor poderia dizer a que exatamente se refere no livro ao falar dos “intelectuais”? Quem se enquadra nessa categoria?

Uso o termo “intelectual” em dois sentidos, um mais direto e outro mais crítico. O sentido mais direto baseia-se no conceito adotado por Thomas Sowell, intelectual e economista americano. 

CLIQUE AQUI para ler tudo.

25 comentários:

Anônimo disse...

Muito bom.

Rosemari disse...


Muito boa a entrevista de Flavio Gordon, autor do livro - A Corrupção da Inteligência -
que trata sobre como os intelectuais passaram a ser submissos ao PT, tornando-se cúmplices do poder e da corrupção. Este livro merece ser lido para entender a artimanhas "gramcinianas" que invadiram as faculdades e a imprensa, a partir da década de 60, que mostram porque o Lula tem adeptos depois de tantas acusações de corrupção.

ARS disse...

Pseudos-intelectuais, melhor dizendo...

Anônimo disse...

Se fossem intelectuais saberiam que essas políticas nunca produziram bons resultados. Na época já havia literatura suficiente. Esses bostas ajudaram a criar o monstro e depois simplesmente se arrependeram, jogando todo lixo nas costas da sociedade. Para acabar com a pobreza é necessário economia em cresccrescimento constante com geração de empregos e renda. Controle da natalidade ajudaria muito. Ser Intelectual em pais subdesenvolvido e sem cultura é fácil.

Anônimo disse...


Apesar de você ...
amanhã há ser outro dia !!

Anônimo disse...

São intelectuais de ataque que infestam as universidades publicas, que conheço muito bem. Quase todos eles nulidades EM SUAS ÁREAS, que se jogam na politica pra compensar suas incompetências profissionais.

Anônimo disse...

Estes "intelectuais do PT/PC do B) é a união da FOME com a vontade de COMER!
Na história da humanidade revela que o que NUNCA FALTOU FORAM "COISAS RUINS",
e no Brasil também, o que faltava era uma CASINHA ADEQUADA para estes "COISAS RUINS", que viviam numa espécie de DIÁSPORA, com esta turma espalhada. Não aumentaram muito em número devido a LEIS CONTRÁRIAS aos interesses desta corja. Contudo, com o PT surgiu "FINALMENTE" o local adequado para dar vazão aos seus instintos mais primitivos, mais bestiais-TUDO PELO PODER E PARA O PODER! Como providência para ontem, cabe, deve haver a extinção dos partidos destes apoiadores do comunismo, esta eterna ditadura sanguinária, que é o sonho destes bandidos brasileiros travestidos de intelectuais!

Anônimo disse...

Esses "intelectuais" na verdade são vagabundos esquerdistas que sempre comeram na mão dos petralhas ou esquerdopatas formados nos antros comunistas que são as faculdades de humanas. Se o empresariado realmente fosse um pouquinho de direita e interessado em limpar os meios de comunicação desta esquerdalha acho que seria muito fácil fazer pressão, o problema é que eles possuem interesses obscuros, como graandes bancos como o Itau apoiar agendas esquerdistas, só para ficar num exemplo.

Anônimo disse...

O mais desmoralizante para a "intelectualidade" brasileira,foi assistir vários deles,referir.-se a Dilma Rouseff,como presidenta.
Nunca tinha visto nada mais humilhante e submisso em toda minha vida.Senti vergonha alheia.Nem meus gatos de estimação,que dependem muito de mim,são tão servis.Vergonhoso!

Anônimo disse...

Falou em "intelectual" já dá para sentir de longe o cheiro de dinheiro público.

Anônimo disse...

Gilmar Mendes: “Está tudo normal”:

Brasil 04.09.17 - O Antagonista

Em Paris, onde participa de reuniões para discutir o sistema político francês, Gilmar Mendes comentou sobre a nova denúncia contra Michel Temer, que deve ser apresentada nesta semana:

“Está tudo normal. O Brasil tem mostrado uma certa fortaleza institucional.”

“O Brasil tem passado de uma forma bastante galharda por esses momentos difíceis. O que mostra que tem uma força, tem uma institucionalidade, diferente de outros países. Esse é o dado positivo. O Brasil vai passar por isso e a vida segue.”

Anônimo disse...

“Funaro já esteve pessoalmente com Temer”:

Brasil 03.09.17 22:29 - O Antagonista

Andreia Sadi, no seu blog, publica que o doleiro Lúcio Funaro “já esteve, pessoalmente, com o presidente Michel Temer. Diante dessas informações, o Palácio do Planalto, há pouco, informou, oficialmente, que o presidente pode, de fato, ter conhecido Funaro no Aeroporto de Congonhas”.

De acordo com a jornalista, Funaro foi levado por Eduardo Cunha ao aeroporto, para pegar uma carona no voo da FAB que atendia ao então vice-presidente Temer.

O Planalto afirma que Temer e Funaro foram apresentados e apenas se cumprimentaram na ocasião.

Anônimo disse...

A credibilidade de Temer:

Brasil 03.09.17 12:23 - O Antaagonista

Em fevereiro, para amenizar o desgaste com a nomeação de ministros citados em delações premiadas e investigados pela Lava Jato, Michel Temer garantiu que afastaria aqueles que fossem denunciados e virassem réus.

Neste domingo, 3 de setembro, Lauro Jardim informa que o presidente não cumprirá a promessa.

Convenientemente, Temer dirá que denúncia de Rodrigo Janot não tem credibilidade.

Nem o STF, presidente? O Antagonista lembra que ministros só viram réus depois que o Supremo aceita a denúncia do PGR.

Anônimo disse...

“Quer que eu fale de defuntos?”

Brasil 04.09.17 11:00 - O Antagonsta

“O PSDB morreu”.

A frase é do tucano José Arthur Giannotti, amigo de FHC.

Ele disse para a Folha de S. Paulo:

“O PSDB morreu. Quer que eu fale de defuntos? O PSDB não é mais um partido. Funcionava como um partido quando as decisões eram tomadas em bons restaurantes e todos estavam de acordo. Agora isso não há mais. E não existe alguém como Lula para aglutinar todos.”

Anônimo disse...

"Intelectuais" de Universidades que dão titulos a pessoas que se destacaram por serem desonestas, estelionatárias e profundamente ignorantes? Curiosamente nunca estivemos tão longe de nobeis e vendo nossa "intelequitualidadis" em seu estado de arte se entende muito bem!

Anônimo disse...

Anônimo, 4 de setembro de 2017 11:44 por favor, cole as "matérias" do 247 que você ganha mais!
Não é só aqui, lá fora a maioria dos intelectuais são de esquerda. O mais impressionante é como até o mesmo o "mais sábio e inteligente" cai nessa ladainha. A maioria acha que compra a ideia de um "mundo melhor" na verdade, se isso acontecesse seria um "mundo melhor" para os políticos socialista e seus amigos!

Anônimo disse...

Blog do Polibio Braga.....

Povo é contra privatização da Eletrobrás e da Casa da Moeda

É equilibrada a opinião dos brasileiros sobre a privatização da Eletrobrás, segundo pesquisa que o Instituto Paraná Pesquisas divulgou há pouco:

A favor, 46,3%
Contra, 47,1%
Não sabe ou não opinou, 3,6%

Sobre a Casa da Moeda
Contra, 57,9%
A favor, 37,2/%
Não sabe ou não opinou, 4,9%

Anônimo disse...

Blog do Polibio Braga....


76,3% dos eleitores gaúchos acham ruim e péssimo o governo Temer
A pesquisa interna de intenções de votos feita pelo DEM do RS e a cujos dados o editor teve acesso informal, revela que os eleitores gaúchos possuem péssima avaliação do governo Temer:

Péssimo, 58,9%
Ruim, 17,6%
Regular, 20,6%
Bom, 1,9%
Ótimo, 0,4%

O editor passou boa parte da manhã na rua, consultando os números, que foram recolhidos em pesquisas quantitativas e qualitativas junto a eleitores de 15 municípios do RS.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Dados do RS, no Brasil são 93%.....

Anônimo disse...

Blog do Polibio Braga.......

61,6% dos gaúchos consideram péssimo ou ruim o governo Sartori

A avaliação do governo Sartori é melhor do que aquela que os eleitores gaúchos nutrem em relação ao governo Temer, mas ainda assim é também muito ruim, segundo pesquisa interna feita pelo DEM em 15 municípios do RS.

A pesquisa é interna, ninguém autorizou a divulgação dos dados, mas ainda assim o editor faz isto.

Avaliação do governo sartori

Péssima, 45,5%
Ruim, 16,1%
Regular, 27,9%
Bom, 9%
Ótimo, 0,9%

Anônimo disse...

NOVO AUMENTO DA PETROBRAS FAZ GASOLINA ACUMULAR ALTA DE MAIS DE 10% EM SETEMBRO:

REUTERS/Ueslei Marcelino
Petrobras anunciou nova elevação nos preços da gasolina em suas refinarias, que passam a acumular alta de mais de 10% em poucos dias de setembro, após o furacão Harvey fechar refinarias nos Estados Unidos e levar a uma disparada nos valores de referência do combustível; nesta segunda-feira, a Petrobras anunciou alta de 3,3% na gasolina, a partir de terça-feira; na semana passada a companhia já havia anunciado reajustes de 4,2% e 2,7% para a gasolina.

4 DE SETEMBRO DE 2017

Reuters - A Petrobras anunciou nesta segunda-feira nova elevação nos preços da gasolina em suas refinarias, que passam a acumular alta de mais de 10 por cento em poucos dias de setembro, após o furacão Harvey fechar refinarias nos Estados Unidos e levar a uma disparada nos valores de referência do combustível na semana passada.

A estatal disse em comunicado que o novo reajuste foi decidido por seu Grupo Executivo de Mercado e Preços (GEMP), convocado quando há necessidade de reajustar os combustíveis em mais de 7 por cento para cima ou para baixo em um único mês.

Nesta segunda-feira, a Petrobras anunciou alta de 3,3 por cento na gasolina, a partir de terça-feira. Na semana passada a companhia já havia anunciado reajustes de 4,2 por cento e 2,7 por cento para a gasolina.

No diesel, o reajuste anunciado nesta segunda-feira foi marginal, de 0,1 por cento. Antes o combustível havia subido 0,8 por cento e 4,4 por cento.

"Na última semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos, e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços", disse a Petrobras em nota sobre os reajustes desta segunda-feira.

Apesar da convocação do grupo de preços para autorizar reajustes logo no início do mês, a Petrobras afirmou que a avaliação dos executivos do GEMP é de que a companhia tem conseguido praticar valores adequados às volatilidades dos mercados de derivados e do câmbio.

Especialistas do mercado já apontavam que os efeitos do Harvey deviam pressionar a Petrobras a novos reajustes na gasolina, devido às promessas da companhia de não praticar preços abaixo da paridade internacional.

Os impactos da tempestade nos EUA, no entanto, começam a ser dissipados nesta semana, com refinarias retomando lentamente suas atividades. Os preços de referência da gasolina nos Estados Unidos caíam cerca de 4 por cento nesta segunda-feira para os níveis mais baixos desde 25 de agosto, quando o Harvey atingiu o continente.

Anônimo disse...

UNIDADES MILITARES PODEM SER FECHADAS POR FALTA DE RECURSOS, DIZ MINISTRO DA DEFESA:

Tomaz Silva/Ag�ncia Brasil
Ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse, no Recife, que a não haja liberação de recursos para a pasta poderá resultar em graves prejuízos para as Forças Armadas; segundo a pasta, R$ 6,5 bilhões do orçamento da Defesa estão contingenciados, o que corresponde a cerca de 42% dos recursos previstos para 2017 (R$ 15,5 bilhões); caso a liberação não ocorra, será preciso "reduzir muitos dos serviços que são feitos. Muito possivelmente fechar unidades. Reduzir o número daqueles que vão prestar serviço militar, que são 80 ou 90 mil. Enfim, vai ter uma série de restrições procurando preservar o que é essencial para a defesa do país" disse Jungmann.

4 DE SETEMBRO DE 2017

Sumaia Villela, repórter da Agência Brasil - O ministro da Defesa, Raul Jungmann, disse hoje (4), no Recife, que caso não haja liberação de recursos da pasta, contingenciados pelo governo federal, até outubro, pode ocorrer o fechamento de unidades das Forças Armadas e o número de vagas para o alistamento militar.

"Até agora não tivemos comprometimento operacional das Forças [Armadas]. Nós estamos no limite. Nosso limite é o mês de setembro. E tivemos o compromisso que, aprovada a meta fiscal, nós vamos ter a liberação de recursos", disse Jungmann.

De acordo com a assessoria de imprensa do ministério, R$ 6,5 bilhões do orçamento da Defesa estão contingenciados, o que corresponde a cerca de 42% dos recursos previstos para a pasta em 2017 (R$ 15,5 bilhões).

Caso a liberação não ocorra, o ministro alertou que será preciso fazer cortes. "Nesse caso, você terá que reduzir muitos dos serviços que são feitos. Muito possivelmente fechar unidades. Reduzir o número daqueles que vão prestar serviço militar, que são 80 ou 90 mil. Enfim, vai ter uma série de restrições procurando preservar o que é essencial para a defesa do país".

A nova meta fiscal do governo federal prevê um deficit de R$ 159 bilhões neste ano e em 2018. Isso quer dizer que a União vai gastar esse total a mais do que espera arrecadar. O Congresso Nacional precisa aprovar a revisão da meta, adiada na semana passada, que já estava em R$ 139 bilhões em 2017 e R$ 129 bilhões em 2018. A expectativa é retomar a votação ainda esta semana.

O ministro esteve em Pernambuco para a comemoração de 10 anos do Forças no Esporte (Profesp), programa criado em 2003 para democratizar o acesso ao esporte para crianças e adolescentes. As Forças Armadas concedem suas unidades militares para a realização do projeto, e os recursos são repassados pelo Ministério do Esporte para material e pessoal; e pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome, para alimentação.

Anônimo disse...

PARENTE AUMENTA GASOLINA NOVAMENTE E CULPA HARVEY:

A Petrobras anunciou novo reajuste nos preços da gasolina nas refinarias, com alta de 3,3% a partir de terça-feira, após reunião do Grupo Executivo de Mercado e Preços da companhia; o reajuste é em decorrência dos impactos do furacão Harvey, que paralisou a operação de refinarias nos Estados Unidos e levou a uma disparada dos preços de referência da gasolina na semana passada.

4 DE SETEMBRO DE 2017

Reuters - A Petrobras anunciou novo reajuste nos preços da gasolina nas refinarias, com alta de 3,3 por cento a partir de terça-feira, após reunião do Grupo Executivo de Mercado e Preços da companhia em meio a impactos do furacão Harvey, que paralisou a operação de refinarias nos Estados Unidos e levou a uma disparada dos preços de referência da gasolina na semana passada.

“Na última semana, em face dos impactos do furacão Harvey na operação das refinarias, oleodutos, e terminais de petróleo e derivados no Golfo do México, os mercados de derivados sofreram variações intensas de preços”, informou a Petrobras em nota nesta segunda-feira.

A companhia anunciou ainda alta de 0,1 por cento no preço do diesel nas refinarias, válida também a partir da terça-feira.

Anônimo disse...

O assunto aqui é outro. Esses intelectuais e artista, gente rica que se deixou vender aos corruptos que dilapidaram o patrimônio dos brasileiros. Tudo farinha do mesmo saco.

Anônimo disse...

Antaganot. Não confio mais no Antagonista.

Anônimo disse...

Obrigada, Polibio, por divulgar essa entrevista do antropólogo Flávio Gordon. Ela expõe de forma didática como esses pseudo-intelequituais agem, dominando uma boa parte da academia e da mídia, tentando convencer-nos que o foro de são paulo (em minúsculas) é a salvação para nós. E ai de quem discordar!
Pena que essa matéria só aparece no teu blog (sempre isento, mas poluído por uns mortadelinhas insistentes no corta+cola).