Rocha Loures já está em casa

O advogado Cezar Bittencourt, que é gaúcho, escoltou esta manhã o suplente de deputado Rocha Loures, libertado hoje pela PF.

Rocha Loures já foi embora para Curitiba.

15 comentários:

Mordaz disse...

Fiquemos certo que o STF trabalha por nós. Das decisões de Marco Aurélio de Mello e Gilmar Mendes um Brasil melhor irá surgir. Todos em casa em uníssono, mmmmmééééé...

Anônimo disse...

Parabéns Loures. Que o stf bolivariano te proteja sempre.

Anônimo disse...

Ô Beleza!!! Vale a pena roubar nesse Brasilsão...
Senhores...ensinem seus filhos a serem políticos e ladrões..Sucesso garantido!

Anônimo disse...

dá nojo...

nao sei como ainda as pessoas tem vontade de acordar cedo para trabalhar honestamente todos os dias...

é um país feito na medida para pessoas honestas cairem fora rapidamente...

Anônimo disse...

enojado...

completamente enojado...

Anônimo disse...

JOSIAS: FACHIN LIBERTOU LOURES E TAMBÉM O SONO DE TEMER:

"A dúvida é autora de insônias cruéis. Em sentido inverso, a certeza vale como um irresistível chá de camomila. Ao transferir Rodrigo Rocha Loures da prisão para casa, o ministro Edson Fachin, do STF, fez brotar nos principais gabinetes do Palácio do Planalto a convicção de que o 'homem da mala' tomará distância da tentação de se tornar um delator premiado. Sem saber, Fachin libertou junto com Rocha Loures o sono de Michel Temer e dos membros do seu staff", escreve o jornalista Josias de Souza.

1 DE JULHO DE 2017

247 - O jornalista Josias de Souza comentou a polêmica decisão do ministro do STF Edson Fachin de soltar o ex-deputado Rodrigo Rocha Loures, homem da mala de Michel Temer, explicando por que a libertação do aliado tranquiliza o peemedebista.

"A dúvida é autora de insônias cruéis. Em sentido inverso, a certeza vale como um irresistível chá de camomila. Ao transferir Rodrigo Rocha Loures da prisão para casa, o ministro Edson Fachin, do STF, fez brotar nos principais gabinetes do Palácio do Planalto a convicção de que o “homem da mala” tomará distância da tentação de se tornar um delator premiado. Sem saber, Fachin libertou junto com Rocha Loures o sono de Michel Temer e dos membros do seu staff.

(...)

O alívio com que a libertação de Rocha Loures foi recebida no Planalto é o mais eloquente sinal da fragilidade da situação penal de Temer. Imagina-se que o despacho de Fachin afastou do horizonte o risco de uma delação que transformaria em pó a defesa do presidente da República."

PS: Tá tudo dominado? O próximo a ser solto vai ser o Palocci, assim ele ele não delata (com provas)o sistema financeiro e a Globo? Socoroooo...

Anônimo disse...

Vergonhosa essa decisão do STF. Rocha Loures é um milionário, então a Justiça brasileira não faz nada. Mas se essa mesma situação tivesse ocorrido com um pobre coitado, esse já teria sido condenado, preso e com uma dosimetria altíssima, quase uma prisão perpétua, Aqui no Brasil, só fica na cadeia o pobre que não tem os milhões do BNDES para defendê-lo. Essa é a realidade brasileira. Vergonha para o Brasil é humilhante para seu povo.

Anônimo disse...

O SpTF absolveria Judas Iscariotes de ter traido Jesus. "Foi um pobre coitado iludido pelos judeus ricos", diria o excelentissimo sr. Foffoli.
Daria habeas corpus para Adolf Hitler caso fosse julgado. As provas nao seriam suficientes, concluiria a ave negra Facchinho.
o Maniaco do Parque gozaria de liberdade, pois segundo a magistrada Carmen Lucci "foi um homem que amou demais e levou o amor as ultimas consequencias"...

obs SpTF um mero tribunal situado num longinquo pais imaginario, nada a ver com o Brasil, naturalmente.

Anônimo disse...

Lula que o diga.

Anônimo disse...

Nada como o aconchego do lar para um pobre bandido injustiçado! kkkkkkkkkkkkkk

Anônimo disse...

GLOBO SE VOLTA CONTRA O SUJEITO QUE COLOCOU NO PODER:

Em reportagem intitulada "Temer perdeu as estribeiras", publicada na edição deste fim de semana, a revista Época diz que o peemedebista, "primeiro presidente da República denunciado por corrupção no cargo e enfraquecido politicamente, recorre a insinuações para rebater uma robusta denúncia de corrupção"; "Michel Temer está encurralado. Por um lado, pela contundência técnica das evidências levantadas pela Polícia Federal. De outro, pela contundência jurídica e política da denúncia apresentada por Janot", diz trecho da matéria de capa.

1 DE JULHO DE 2017

247 - Na edição da revista Época deste fim de semana, a Globo se volta com força contra Michel Temer, sujeito que colocou na presidência da República por meio de um golpe parlamentar.

Em reportagem intitulada "Temer perdeu as estribeiras", a publicação diz que o peemedebista, "primeiro presidente da República denunciado por corrupção no cargo e enfraquecido politicamente, recorre a insinuações para rebater uma robusta denúncia de corrupção".

O texto se refere à insinuação feita por Temer de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor da denúncia contra ele, teria recebido dinheiro da JBS, durante pronunciamento no Palácio do Planalto para comentar a denúncia.

"Michel Temer está encurralado. Por um lado, pela contundência técnica das evidências levantadas pela Polícia Federal. De outro, pela contundência jurídica e política da denúncia apresentada por Janot", diz a matéria.

Leia abaixo um trecho da reportagem publicada no site:em intitulada "Temer perdeu as estribeiras", a publicação diz que o peemedebista, "primeiro presidente da República denunciado por corrupção no cargo e enfraquecido politicamente, recorre a insinuações para rebater uma robusta denúncia de corrupção".

O texto se refere à insinuação feita por Temer de que o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, autor da denúncia contra ele, teria recebido dinheiro da JBS, durante pronunciamento no Palácio do Planalto para comentar a denúncia.

"Michel Temer está encurralado. Por um lado, pela contundência técnica das evidências levantadas pela Polícia Federal. De outro, pela contundência jurídica e política da denúncia apresentada por Janot", diz a matéria.

Leia abaixo um trecho da reportagem publicada no site: (...)

PS: Se a Globo escreveu quem contestar vai preso.

Anônimo disse...

Bons mesmo são os petistas Toffoli e Lewandowski, né petista Mordaz?

Anônimo disse...

Quem soltou Ele foi o Min. Edson Fachin.

Mata Viva disse...

PARA O CAMARADA ACREDITAR NO QUE JOSIAS DE SOUZA DO UOL FALA TEM QUE SER UM OTARIO MESMO ARGGGG

Anônimo disse...


Apesar da unanimidade de votos para que o tal fachin continue relator da lava jato é preciso tirá-lo com urgência. Seus "últimos movimentos" tem justificado, plenamente, seu discurso pró dilma por ocasião das eleições.!!!