Artigo, Carolina Bahia, Zero Hora - STF garante vitórias a Temer.

Denunciado por corrupção passiva, com o futuro nas mãos da Câmara, o presidente fecha a semana ganhando um oxigênio

Antes de sair em recesso, o Supremo Tribunal Federal (STF) garantiu vitórias a aliados de Michel Temer, beneficiando diretamente o presidente enrolado. O senador Aécio Neves (PSDB-MG) ganhou o mandato de volta e o ex-assessor da presidência, Rodrigo Rocha Loures (PMDB-PR) saiu da prisão, um alívio para o Planalto. Loures sabe muito bem por que e para quem carregava aqueles R$ 500 mil. O sonho dos governistas é que ele não entre para a turma dos delatores.

Denunciado por corrupção passiva, com o futuro nas mãos da Câmara, Temer fecha a semana ganhando um oxigênio. Estrategicamente, indicou um nome do agrado do Congresso para a Procuradoria-Geral da República (Raquel Dodge), teve bons resultados no STF e a greve geral foi marcada pelas cores das centrais sindicais. Quer dizer, apesar da baixíssima popularidade do presidente e da indignação nas redes sociais, o Planalto não se sente pressionado pelas ruas, muito menos pelos panelaços. Além disso, a equipe do ministro Henrique Meirelles (Fazenda) entregou alguns indicadores positivos na economia, entre eles a política de redução da inflação. Se conseguir aprovar a reforma trabalhista na próxima semana, Temer dirá que ainda tem condições de ser o presidente das reformas e da transição. Uma falsa estabilidade.

CLIQUE AQUI para ler todo o artigo.