Saiba o que faz a Zerorisco para proteger a segurança patrimonial da sua empresa.

O Banco Mundial possui estudos que demonstram que as empresas organizadas e de bom porte, gastam a média de 4,3% do seu faturamento anual com marketing e outro tanto com segurança patrimonial, mas neste caso está provado que 2,6% são perdidos de alguma forma.

O editor almoçou há pouco com os fundadores e atuais diretores da zerorisco, consultoria gaúcha de segurança patrimonial de empresas, que entre outros clientes possui contratos com a Smart, incorporadora premium, e a Gestão Eficiente, que faz gestão de projetos para a construção civil. Além do ramo da construção civil, a zerorisco também possui especial interesse na área do varejo. Muita gente não sabe, mas 70% das perdas registradas no varejo decorrem de furtos internos, mas o diretor Jorge Heger, um dos diretores, explica que a consultoria também trabalha com segurança patrimonial para os casos de roubos de cargas e vandalismo:

- Sem contar as intervenções que fazemos para evitar a perda de capacidade produtiva em função da insegurança patrimonial.

Luiz Sotto, Administração pela PUC, pós em Gestão Estratégica de TI pela FGV e mestrado pela PUC, explica o que faz a zerorisco:

- Usamos metodologia de análise de risco aceita como padrão internacional. A zerorisco  utiliza uma das metodologias aprovadas pelo DHS (Department of Homeland Security dos Estados Unidos), a  Sandia Risk Assessment Methodology.

Os três diretores, Guilherme Abreu e Jorge Heger são os outros dois sócios, frequentaram no ano passado a International Security Academy, a ISA, em Israel, buscando aperfeiçoamento (a zerorisco acabou credenciada pela ISA pra aplicar seus cursos no Brasil).

E-mail de Guilherme Abreu: guilherme.abreu@zerorisco.com

Nenhum comentário: