Marcos Lisboa: "Volta a crise"

Michel Temer resolveu seguir o modelo de descalabro fiscal de Dilma Rousseff.


O texto a seguir [é do blog O antagonista desta tarde, todo ele construído em cima de entrvista de hoje de Marcos Lisboa ao jornal Valor. Leia:

Como disse Marcos Lisboa, em entrevista ao Valor, o Brasil vai afundar:
“Com a volta do que a gente viu nos últimos oito anos, crédito subsidiado, conteúdo nacional, estímulo a grupos de interesses, o Brasil não vai voltar a crescer. Essa foi a rota que trouxe o Brasil à crise. Se essa agenda volta, volta a crise”.
O jornal perguntou se ele vê um retorno a essa agenda.
Marcos Lisboa respondeu (e suas palavras correspondem exatamente ao que pensa O Antagonista):
“Estão fazendo o Refis de novo. É inacreditável. Depois de tantos fracassos, mais um Refis. A discussão sobre incentivos fiscais nos Estados. Isso é um retrocesso imenso. É a visão do Brasil velho, que acha que vai tirar Estado pobre da pobreza fazendo fábrica de caminhão, de carro, de cosmético. Não vai, não é isso que vai tirar Estado da pobreza. Um pequeno grupo se beneficia, mas o saldo líquido para o país é pior. Os Estados fazem isso em vez de políticas que promovam o desenvolvimento, como melhorar a qualidade da educação, enfrentar as corporações locais, melhorar o ambiente de negócios, criar condições para jovens empreendedores. Em vez de uma agenda construtiva para tirar os Estados da pobreza, eles insistem em uma agenda velha, que vem desde a Sudene, desde os anos 60 e que fracassou. É uma pena”