Bolognesi não terá licença para termelétrica em Rio Grande antes de agosto.

A Bolognesi vendeu empreendimento igual que tinha para o Nordeste, mas manteve o projeto do RS.

A Bolognesi não conseguirá antes de 31 de agosto, a licença de instalação para o complexo termelétrico e de gás natural que pretende erguer em Rio Grande.

O grupo pretendia encaminhar o documento para a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) até essa data, no entanto, conforme informações da Fundação Estadual de Proteção Ambiental (Fepam), não haverá tempo hábil para isso.

A Fepam levará uma semana para conferir os papéis e depois iniciará a análise dos documentos. Posteriormente, serão marcadas as audiências públicas para discutir a iniciativa. Devido a esse rito, a entidade adianta que a emissão da licença de instalação não ocorrerá antes de setembro.