Greve paralisa Brigada e Polícia Civil

Desde a primeira hora da manhã, Brigada e Polícia Civil estão em operação-padrão e greve geral no RS.

É protesto pelo nono mês seguido de atraso nos pagamentos dos salários de brigadianos e policiais.

Hoje, todos receberão apenas R$ 450,00. O restante virá em várias prestações, até a metade do mês.

O aviso de greve geral alerta os bandidos e alarma os cidadãos que pagam em dia os seus impostos para contar com serviços públicos de segurança.

3 comentários:

Anônimo disse...

A PM, os militares, não fazem greve, mas se amotinam. Se querem continuar militares, se enquadrem ou então,
larguem a farda.

Anônimo disse...

Ótima ideia castigar a população inocente pela incompetência e falta de caráter do governador!

Anônimo disse...

Os políticos não regulamentam as leis desde a promulgação da Constituição. Serviços essenciais não podem fazer greve. Mas, graças a omissão de nossos péssimos políticos fica assim: cada um faz o que quer na hora que quiser. Serviços essenciais? O que é isto? Que o povo se exploda!
Esther