Sartori ordena sindicância sobre empréstimos podres concedidos pelo Badesul durante o governo Tarso Genro

O governo quer tudo esclarecido rapidamente. O objetivo de Sartori é reaver os valores emprestados, mesmo que para isto tenham que ser responsabilizados diretamente os administradores do governo anterior. Na Assembléia CPI poderá ser instalada para investigar o escândalo. 

O governador Ivo Sartori mandou abrir sindicância para apurar irregularidades na liberação de R$ 140 milhões em empréstimos de altíssimo risco concedidos pelo Badesul durante o governo Tarso Genro.

O dinheiro, tomado de recursos do próprio banco e do BNDES, tudo pela Iesa e pela Wind Power, não foi devolvido, as duas empresas aplicaram calotes e entraram em recuperação judicial (concordata).

Os procuradores da PGE farão parte do grupo que auditará os contratos elaborado às pressas no governo do PT e sem garantias consistentes. Nesta terça-feira, na PGE, serão formatados os critérios que embasarão a criação da comissão sindicante e do seu funcionamento.

13 comentários:

Anônimo disse...

Teve que sair na capa da Zero Hora para averiguar isso? Não sabia antes e nem tinha tomado nenhuma providência?

Anônimo disse...

E alguém vai ser responsabilizado ??/ Duvido...

Anônimo disse...

Se cavoucar direitinho, vai sair minhocas.

Anônimo disse...

Meio cedote esta decisão! Já era para ter sido tomada a tres hontonte!

Anônimo disse...

Só agora Sartori se move na direção das falcatruas que recebeu? É muito bom dar nome aos bois.

Anônimo disse...

Em entrevista diretor na época disse que as garantias eram compatíveis com o empréstimo, então que se execute a tais garantias.

Anônimo disse...

Agora que PF e MP tá pegando, manda abrir sindicância.

Anônimo disse...

sugiro investigar a relação do grupo impsa com a Dilma e o PT, além da família kirchner. esse caso é bem mais complexo que uma simples análise de crédito do badesul. com certeza tem grandes rolos!

Anônimo disse...

Compatíveis com o valor do empréstimo?? Kkkkkkkk! Ficou só o terreno pra pagamento. Nenhuma. Repito: nenhuma garantia para esse empréstimo da Iesa...perguntem ao competente Marcelo Lopes por que..

Anônimo disse...

Duvido.

Anônimo disse...

Nem que a vaca tussa, se sair será mascarada.

Anônimo disse...

Capaz, é para falar que estado deve por um aporte ao badesul e por isso precisa criar um novo imposto, que depois será 'devolvido'.

Anônimo disse...


Esse gringo é mesmo um PASPALHÃO.

Já deveria ter investigado todos os podres do governo do Tarso e exposto a opinião pública.

Está evidente que é o mesmo tipo de esquema para enfiar a mão em verbas públicas.
Estes caras da Impsa estão envolvidos no esquemão da Eletrobrás.

Sartori ficou colocando panos quentes, não querendo brigar com a corja PeTista, só porque a Dilma ainda era "presidanta". Agora não tem mais desculpa.

Se não fizer nada, só demonstra que é um CAGÃO.

C A G Ã O - C A G Ã O - C A G Ã O - C A G Ã O - C A G Ã O