Fazenda confirma socorro aos produtores de arroz no RS

Conselho Monetário Nacional (CMN) se reúne na próxima quinta-feira (30) para autorizar prorrogação dos custeios e investimentos dos agricultores atingidos

O coordenador institucional da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Jerônimo Goergen (PP-RS), se reuniu nesta quarta-feira  com o secretário-adjunto de Política Agrícola e Meio Ambiente da Secretaria de Política Econômica do Ministério da Fazenda, Ivandré Montiel. No encontro, foram discutidos os últimos detalhes da proposta de socorro do governo federal aos produtores gaúchos de arroz que perderam suas lavouras por conta das fortes chuvas que atingiram o Rio Grande do Sul.

O plano de ajuda, que envolverá a prorrogação dos custeios e investimentos. Segundo Jerônimo, os orizicultores atingidos poderão encaminhar a prorrogação de suas dívidas junto aos bancos até o final de 2016.


- A lavoura gaúcha de arroz representa aproximadamente 60% da produção nacional. Segundo a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Rio Grande do Sul deve colher cerca de 7,8 milhões de toneladas nesta safra, quase um milhão de toneladas a menos em relação à safra passada. A reunião na Fazenda também contou com a presença do deputado Luis Carlos Heinze (PP-RS) e de José Carlos Pires, que representou o Irga, a Federarroz e o governo do Rio Grande do Sul. 

Um comentário:

Anônimo disse...

Isso aí, privatizem os lucros e socializem os prejuízos. Realmente, a classe privada não presta mesmo.